Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fernando Ulrich: "Se saírem dois ou três directores do BPI não fazem falta"

O presidente do BPI tem "pena quando alguém sai do banco". Mas Fernando Ulrich considera que "nenhum faz falta se sair um de cada vez. Quando digo um, digo dois ou três", numa referência à saída de directores para a administração da CGD.

A carregar o vídeo ...
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 26 de Julho de 2016 às 18:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A saída de directores do BPI para a administração da CGD não preocupa Fernando Ulrich. Foi essa a mensagem transmitida pelo banqueiro, apesar de o presidente do banco não ter confirmado que Emídio Pinheiro, Tiago Ravara Marques e João Tudesca Martins estejam prestes a passar para o banco rival.

 

"O BPI tem uma equipa de quadros de alta qualidade. Quando alguém sai tenho pena. Mas nenhum faz falta se sair um de cada vez. Quando digo um, digo dois ou três. Não podemos é ir todos ao mesmo tempo", sublinhou o presidente do BPI

 

Ulrich acredita que "há outros [quadros] para ocupar essas responsabilidades. Com um plantel diferente organiza-se a equipa de outra maneira. Fernando Santos também foi campeão da Europa com uma equipa mais pobre do que a do Figo e de Rui Costa".

 

Para o banqueiro, o importante é que os quadros do BPI "saiam para projectos ambiciosos e mais exigentes do que o banco". Ulrich diz mesmo sentir "um grande orgulho quando vê a qualidade dos quadros do BPI ser reconhecida pelo mercado e pelos supervisores".
Ver comentários
Saber mais BPI CGD Emídio Pinheiro Tiago Ravara Marques João Tudesca Martins Fernando Santos banca Fernando Ulrich
Mais lidas
Outras Notícias