Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ferreira de Oliveira fica com refinação da Galp

Manuel Ferreira de Oliveira, o novo administrador executivo da Galpenergia, vai ficar com os pelouros do aprovisionamento de petróleo e da refinação, onde se inclui o novo projecto de ampliação e reconversão das duas refinarias da petrolífera: a de Sines

Negócios negocios@negocios.pt 20 de Abril de 2006 às 08:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Manuel Ferreira de Oliveira, o novo administrador executivo da Galpenergia, vai ficar com os pelouros do aprovisionamento de petróleo e da refinação, onde se inclui o novo projecto de ampliação e reconversão das duas refinarias da petrolífera: a de Sines e a de Matosinhos.

Segundo o «Diário de Notícias», que cita fonte oficial da Galp, Ferreira de Oliveira poderá ficar com a área do aprovisionamento, logística e refinação de petróleo. A mesma fonte sublinha no entanto que nada está decidido sobre esta matéria. Aquele pelouro estava até agora sob a alçada directa de Marques Gonçalves, o presidente executivo da Galp.

O novo projecto de refinação envolve um investimento superior a 700 milhões de euros e é um dos mais relevantes dentro do plano estratégico da empresa para o próximo triénio.

A 12 de Abril, o conselho de administração da Galp Energia «aprovou por unanimidade o Plano Estratégico preparado pela comissão executiva para o período até 2010», no mesmo dia em que aprovou a entrada de Manuel Ferreira de Oliveira na Comissão Executiva, conforme proposta apresentada pelo accionista Amorim Energia.

A Galp, explicou ainda a 12 de Abril, que decidiu «abordar uma estratégia global enquadrada numa nova vertente ‘tri-fuel’ - petróleo, gás e electricidade», o que deverá representar «investimentos que superam um total de 4 mil milhões de euros».

O «Diário de Notícias» acrescenta que, segundo a fonte da Galp, é natural que seja atribuída a Ferreira de Oliveira uma área que implica um conhecimento e contactos a nível internacional no mercado petrolífera, uma vez que o responsável tem experiência neste sector.

Ferreira de Oliveira, que já foi presidente da Petrogal entre 1995 e 2000, tem carreira feita a nível internacional na área petrolífera, nomeadamente como quadro da Petróleos da Venezuela.

Mais lidas
Outras Notícias