Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ferreira Leite "teme" irreversibilidade de decisões no projecto do TGV

A presidente do PSD lamenta a "falta de transparência" do Governo no projecto do TGV, afirmando que "teme" que já tenham sido tomadas decisões irreversíveis para a decisão de um futuro governo.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 14:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...
A presidente do PSD lamenta a "falta de transparência" do Governo no projecto do TGV, afirmando que “teme” que já tenham sido tomadas decisões irreversíveis para a decisão de um futuro governo.

Um dia depois de Aguiar-Branco questionar directamente José Sócrates no Parlamento sobre um eventual “acréscimo de constrangimentos para um próximo governo tomar decisões” sobre as obras da rede ferroviária de alta-velocidade, Manuela Ferreira Leite expressou dúvidas sobre os “termos em que vão surgir hipóteses de suspensão ou adiamento do projecto".

Em Bruxelas, onde hoje se encontra para uma reunião do Partido Popular Europeu, Ferreira Leite afirmou que “pode acontecer que efectivamente os concursos estejam feitos e não haja grandes possibilidades de alterações.

A líder do PSD disse ainda temer que o processo de construção do TGV esteja mais avançado. “"Temo. Desconheço, mas temo", repetiu, citada pela Lusa.

Ontem, no debate da moção de censura ao Governo, o primeiro-ministro garantiu aos deputados que "o futuro Governo estará completamente livre para fazer a adjudicação, assinar o contrato e assinar as bases de concessão". "Todas as decisões relevantes" sobre a construção do TGV, reforçou Sócrates.

Ferreira Leite concordou que a opção do Executivo de remeter para um futuro governo a opção sobre a primeira adjudicação se trata de uma manobra eleitoralista dos responsáveis socialistas. “Não tenho dúvidas”, respondeu aos jornalistas.

Ver comentários
Outras Notícias