Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Flávio Gart: "O limite do marketing de guerrilha é o bom senso"

O director da agência criativa Bazooka avisa: "É besteira bater por bater" noutra marca. O maior risco nas grandes empresas é quea ideia original, aprovada pela administração, seja desvirtuada ao passar pelas várias divisões.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 21 de Julho de 2015 às 11:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O marketing de guerrilha ainda é visto como um fenómeno novo, mas já foi criado nos anos 1980 para que as pequenas marcas confrontassem as grandes. O director da Bazooka atesta que a crise foi um terreno fértil para a progressão desta forma de "comunicar com investimentos baixos e resultados positivos" para as marcas.

O que distingue o marketing de guerrilha?
A diferença para a publicidade convencional é que nela deriva-se ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias