Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fornecedores de gás obrigados a responder mais rápido a clientes

O mercado português de gás natural entra hoje num novo ciclo. Ao contrário da electricidade, cujo ano regulatório vai de Janeiro a Dezembro, no gás as mudanças aplicam-se de 1 de Julho a 30 de Junho do ano seguinte. E se este novo "ano-gás" traz uma subida generalizada dos preços para um milhão de clientes domésticos, a verdade é que também ganharão direitos, por via do reforço de exigências nas respostas dos fornecedores.

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 01 de Julho de 2010 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • ...
O mercado português de gás natural entra hoje num novo ciclo. Ao contrário da electricidade, cujo ano regulatório vai de Janeiro a Dezembro, no gás as mudanças aplicam-se de 1 de Julho a 30 de Junho do ano seguinte. E se este novo "ano-gás" traz uma subida generalizada dos preços para um milhão de clientes domésticos, a verdade é que também ganharão direitos, por via do reforço de exigências nas respostas dos fornecedores.

A partir de agora, as empresas de comercialização de gás natural terão 15 dias úteis para responder às reclamações dos consumidores. Antes o prazo era de 20 dias úteis. Não cumprindo, terão de pagar ao cliente 20 euros de compensação.
logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias