Tecnologias Fundador da Wikipedia vai lançar novo serviço para combater notícias falsas

Fundador da Wikipedia vai lançar novo serviço para combater notícias falsas

O novo serviço, o Wikitribune, será de acesso gratuito e não terá publicidade. O objectivo de Jimmy Wales, um dos fundadores da Wikipedia, é sustentar a plataforma com donativos.
Fundador da Wikipedia vai lançar novo serviço para combater notícias falsas
Ricardo Castelo
Negócios 25 de abril de 2017 às 10:50

O co-fundador da Wikipedia, Jimmy Wales, decidiu lançar um novo serviço de notícias "factuais e imparciais" para ajudar a combater a disseminação de notícias falsas, revelou o responsável à BBC.

O site Wikitribune, como vai ser apelidado, será de acesso gratuito para os leitores e não terá publicidade. O objectivo de Jimmy Wales (na foto) é suportar os custos através de donativos.

Jimmy Wales optou por esta estratégia por considerar que o actual modelo baseado em publicidade aplicado pela maioria dos órgãos de comunicação social leva "à caça do clique", o que tem afectado os padrões dos artigos, acrescentou.

"Acho que agora estamos num mundo onde as pessoas estão muito preocupadas em ter a certeza de que temos informações de alta qualidade e baseadas em factos, por isso, acho que [o novo serviço] terá procura", sustentou.

Quanto aos donativos, o responsável adiantou que estão "a conseguir que as pessoas se inscrevam como apoiantes mensais, e quanto mais subscritores mensais, mais jornalistas poderemos contratar", disse à BBC.

"Em termos de mínimos, se pudéssemos contratar apenas dois jornalistas, seria um blogue e não valeria a pena. Mas eu adoraria começar com muito mais - 10 a 20", revelou.

Na prática, o novo serviço terá características semelhantes à enciclopédia digital desenvolvida por Jimmy Wales. Os autores dos artigos vão ter de detalhar a fonte de cada facto e os leitores vão poder editar a peça para acrescentar informação precisa.

No entanto, como explica a BBC, ao contrário da Wikipedia, no Wikitribune estas alterações só serão publicadas depois de um responsável pelo site confirmar e aprovar as alterações.

A outra grande diferença apontada pela BBC, que acedeu à versão demo do site, é que no caso do Wikitribune serão contratados jornalistas que serão pagos, embora, pelo menos na fase inicial, também possa haver casos de voluntários que escrevem o texto inicial que será depois editado por outro membro da equipa.




Marketing Automation certified by E-GOI