Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundo que disputa Caixa Seguros comprou banco espanhol

O Apollo Global Management chegou a acordo para comprar o espanhol Evo Banco, até aqui controlado pelo NovaGalicia, um dos bancos resultantes das fusões das “cajas de ahorros” que teve de ser nacionalizado. Em Portugal, o “private equity” norte-americano está na corrida à privatização da Caixa Seguros.

Cátia Barbosa/Negócios
Negócios negocios@negocios.pt 10 de Setembro de 2013 às 09:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O fundo de “private equity” norte-americano Apollo Global Management está a tentar aproveitar oportunidades de investimento no Sul da Europa. No início da semana chegou a acordo para adquirir o espanhol Evo Banco por 60 milhões de euros. Na semana anterior tinha sido seleccionado como um dos dois finalistas para apresentarem propostas vinculativas para a privatização dos seguros da CGD.

 

Ambas as operações foram impostas pelas autoridades europeias no âmbito das ajudas estatais recebidas pelas entidades vendedoras. Recorde-se que o NovaGalicia foi um dos bancos nacionalizados por Espanha, na sequência da crise imobiliária e económica em Espanha. Já a CGD recebeu 1.650 milhões de fundos públicos para poder fazer face às novas exigências de solvabilidade definidas para a banca portuguesa.

 

De acordo com o jornal espanhol “Cinco Días”, a compra do Evo Banco – que tem 80 balcões, 590 colaboradores, 702 milhões de euros em créditos e 1.603 milhões em depósitos – não é o primeiro investimento que o Apollo realiza no sector financeiro espanhol. Em 2011, adquiriu a divisão de cartões de crédito que o Bank of America tinha em Espanha, no ano passado comprou o negócio de crédito ao consumo do Citibank e em Março ficou com a FinanMadrid, divisão de financiamento automóvel do Bankia, outro dos bancos resultantes da fusão de “cajas de ahorros” que o Estado teve de nacionalizar.

 

Em Portugal, o interesse do Apollo Global Management na Caixa Seguros terá resultado de um convite endereçado pelo por uma equipa de empresários e investidores nacionais, liderada por Gustavo Guimarães, segundo divulgou o “Diário Económico”.

 

Fonte próxima do fundo norte-americano, explica que o objectivo da participação do Apollo nesta privatização é a criação de uma multinacional de seguros com base em Portugal e que possa expandir-se para outros países. Como gestora de investimentos, o “private equity” já tem participações no sector segurador (Athene Holding, Brit Insurance e Catalina Holdings).

 

O Apollo disputa a compra da Caixa Seguros com os chineses da Fosun, conglomerado que tem interesses no negócio de seguros do ramo vida, não vida e resseguros.

Ver comentários
Saber mais Caixa Seguros Apollo Evo Banco banca NovaGalicia
Outras Notícias