Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundos de investimento controlam 8,5% do capital da PT Multimedia disperso em Bolsa

Os fundos de investimento nacionais controlam cerca de 8,5% das 18,75 milhões de acções da PT Multimedia que estão dispersas em Bolsa, que totalizam 23,5% do total do capital social da empresa liderada por Eduardo Martins.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 13 de Dezembro de 1999 às 17:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os fundos de investimento nacionais controlam cerca de 8,5% das 18,75 milhões de acções da PT Multimedia que estão dispersas em Bolsa, que totalizam 23,5% do total do capital social da empresa liderada por Eduardo Martins. Deste modo, das 79,949 milhões de acções que constituem a totalidade do capital social da «Internet stock» do Grupo Portugal Telecom (PT), 1,596 milhões estão integradas nas carteiras dos fundos de investimento nacionais.

No dia 30 de Novembro, sessão em que as acções da PT Multimedia encerraram nos 39,12 euros (7.843 escudos), os 8,5% do «free float» da empresa presidida por Eduardo Martins estavam avaliados em 62,44 milhões de euros (12,52 milhões de contos). A sociedade gestora de fundos de investimento que detinha a maior participação no capital da PT Multimedia era o Banco Santander Central Hispano (BSCH), que detinha carteira 406 mil acções da PT Multimedia. Esta participação representa de mais de 25% do total possuído pelos fundos de investimento nacionais.

Os títulos da PT Multimedia não atraíram apenas os fundos de investimento nacionais, pois a procura por parte de investidores institucionais estrangeiros na fase da oferta pública de venda (OPV) foi bastante elevada. Um fundo investimento de Singapura, propôs-se inclusive para adquirir a totalidade do capital alienado na fase da OPV, o que não tendo conseguido, tem vindo a aumentar significativamente a sua posição no capital da «Internet stock» portuguesa.

As acções da PT Multimedia encerraram hoje nos 52,54 euros (10.533 escudos), o que traduz uma valorização de 5,26% face à cotação de sexta-feira, dia em que foi decido que a PT Multimedia passará a integrar o PSI20 a partir do início do próximo ano, o que deverá aumentar a procura deste título, pois bastantes fundos de investimento indexam a sua carteira ao índice do Porto.

Mais lidas
Outras Notícias