Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fusão amigável com o BPI é sempre um cenário desejável (act.)

Paulo Teixeira Pinto, presidente do Banco Comercial Português, adiantou hoje que um cenário de fusão com o BPI é sempre desejável. “A solução fazia sentido no passado, faz sentido no presente e fará sentido no futuro. Se possível, amigável”, disse o CEO d

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 01 de Agosto de 2007 às 22:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Paulo Teixeira Pinto, presidente do Banco Comercial Português, adiantou hoje que um cenário de fusão com o BPI é sempre desejável. "A solução fazia sentido no passado, faz sentido no presente e fará sentido no futuro. Se possível, amigável", disse o CEO do banco.

Paulo Teixeira Pinto, presidente do Banco Comercial Português, adiantou hoje que um cenário de fusão amigável com o BPI "seria sempre e é um cenário desejável".

"Foi aliás o cenário que antecipou o lançamento da OPA em Março" de 2006.

"Fizemos [a OPA] porque repetidamente tentámos uma fusão amigável".

Mas se não houver um consenso dos conselho de administração, "não é possível dar o primeiro passo", explicou. "E foi isso que levou ao desencadear da oferta pública de aquisição".

"Mas repito evidentemente, repito, que a solução fazia sentido no passado, faz sentido no presente e fará sentido no futuro. Se possível amigável".

"Isto foi tentado no passado e não vingou", disse em entrevista à SIC Notícias.

Apesar disso, Paulo Teixeira Pinto disse ainda que "não é possível" vir a trabalhar com Fernando Ulrich. "Tenho o maior respeito por ele, mas dirigiu-me algumas frases infelizes".

Outras Notícias