Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fusão da PT com Oi a caminho da conclusão

A PT está mais perto de ser brasileira. A fusão com a Oi está perto da sua conclusão. Veja os principais momentos desta operação.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 29 de Abril de 2014 às 10:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

29 de Abril 2014 - Aumento de capital da Oi concluído. A empresa consegue captar nos mercados 7,417 mil milhões de reais (cerca de 2,388 mil milhões de euros).

 

28 de Abril 2014 - Termina "road show" que Oi realizou para captar fundos no mercado internacional. Conselho de administração da Oi reúne para fixar preço do aumento de capital.

 

21 de Abril 2014 - Fica a saber-se que Isabel dos Santos e outros accionistas angolanos querem ficar com a posição de 25% da PT na Unitel, dizendo ter direito de preferência por causa da fusão da PT e Oi. E querem fazê-lo até ao final do mês de Abril. 

 

3 de Abril 2014 - Divulgado prospecto da oferta para aumento de capital da Oi. Nele fica a aconhecer-se a participação do sindicato bancário, mas também o cronograma da operação. É neste dia que fica confirmado pela Oi a mudança dos contratos com os bancos colocadores da emissão, já que deixam de garantir a tomada firme do aumento de capital, para garantirem apenas a tomada firme da liquidação. Também neste dia, é revogada a suspensão da oferta da Oi por parte da CVM e é conhecido o montante global da oferta. 

 

1 de Abril 2014 - No Brasil noticia-se a intenção de alguns bancos colocadores de abandonarem o sindicato, por causa das exigências do regulador brasileiro de modificação dos contratos. Acabaram por ficar. 

 

28 de Março 2014 - A PT convoca assembleia-geral ordinária para 30 de Abril, na qual pretende aprovar o dividendo de 10 cêntimos por acção, a pagar antes da conclusão da fusão. 

 

27 de Março 2014 - Regulador brasileiro CVM (Comissão de Valores Mobiliários) suspende a oferta de aumento de capital da Oi por causa de declarações de Zeinal Bava. Neste mesmo dia realizam-se as assembleias-gerais quer da Oi, quer da PT para aprovar a avaliação dos activos da operadora portuguesa. Após a assembleia-geral, Henrique Granadeiro, presidente da PT, admite que a fusão possa resvalar para o segundo semestre, dependendo das autorizações da SEC. No caso da Oi é também aprovado o aumento de capital. O mesmo dia ficará marcado pela aprovação da fusão por parte da Anatel, regulador de telecomunicações brasileiro. 

 

26 de Março 2014 - CVM decide que accionistas controladores da Oi podem votar na assembleia-geral de aprovação dos activos da PT, a única que fica impedida de exercer o seu voto. Também decide que a assembleia-geral pode realizar-se a 27 de Março. Os minoritários perdem esta batalha, apesar da decisão do comité técnico da CVM lhes ter sido favorável. 

 

25 de Março 2014 - Guerra da Unitel com PT aquece. Unitel faz comunicado a dizer que não pagará dividendos à PT enquanto situação desta empresa não for regularizada em Angola. 

 

19 de Março 2014 - Autoridade da Concorrência dá luz-verde ao negócio de fusão PT/Oi sem compromissos. 

 

18 de Março 2014 - Pequenos obrigacionistas da PT aprovam fusão, numa segunda chamada à votação. 

 

3 de Março 2014 - Os obrigacionistas da PT aprovam fusão, com excepção dos pequenos credores que não foram à assembleia e, por isso, obrigaram a segunda chamada. 

 

24 de Fevereiro 2014 - PT paga mais aos obrigacionistas que aceitarem fusão mais depressa. 

 

20 de Fevereiro 2014 - Avaliação dos activos da PT, no âmbito da fusão, é revelada. Os activos valem 1,9 mil milhões de euros, incluindo dividendos. Sem estes, os activos valem 1,75 mil milhões. Nesta altura o contrato definitivo para a fusão entre PT e Oi é assinado

 

7 de Fevereiro 2014 - PT convoca obrigacionistas para aprovarem fusão. E é divulgado prospecto para esse consentimento, onde a PT fala pela primeira vez do litígio com a Unitel e com a Africatel. E Henrique Granadeiro fala dos riscos da operação, mas mostra confiança.  Oi contrata bancos para fazer a colocação. 

 

14 de Janeiro 2014 - Concorrência brasileira - CADE (Conselho Administrativo de Defesa Económica), aprova fusão

 

10 de Janeiro 2014 - Comité técnico da CVM não deixa accionistas controladores da Oi votarem. Mas decisão final cabe à administração do regulador. 

 

8 de Janeiro 2014 - Saída da PT da Contax, um passo previsto para a fusão, aprovada pela concorrência brasileira. 

 

27 de Outubro 2013 - PT divulga memorando de fusão com Oi, onde assume a sua extinção

 

24 de Outubro 2013 - PT surpreendida com venda da posição da Caixa Geral de Depósitos do seu capital

 

10 de Outubro 2013 - No Brasil noticia-se algumas reticências do Governo brasileiro na fusão. E questiona-se os dinheiros públicos envolvidos nesta operação. 

 

5 de Outubro 2013 - Banco Espírito Santo admite ir ao aumento de capital da Oi. 

 

2 de Outubro 2013 - Anunciada fusão da PT com a Oi

Ver comentários
Saber mais fusão PT/Oi telecomunicações Brasil Zeinal Bava
Outras Notícias