Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fusão entre a Optimus e a Zon é "auspiciosa para os consumidores"

O representante de Isabel dos Santos nas negociações com vista à fusão com a Sonaecom afirma que a operação é vantajosa para as partes envolvidas mas, "sobretudo, auspiciosa para os consumidores".

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 17 de Dezembro de 2012 às 14:06

Mário Leite Silva, administrador não executivo da Zon e líder da equipa de Isabel dos Santos nas negociações entre a Zon e a Sonaecom, disse, por escrito, à Reuters que a fusão é vantajosa para os consumidores portugueses. O momento previsível para avançar com a operação não foi adiantado pelo responsável.

 

"A ser aceite o nosso convite, o mercado português passará a contar com uma concorrência mais equilibrada entre os operadores", disse Mario Leite Silva à agência noticiosa. A operadora que pode vir a resultar da fusão terá capacidade de criar e lançar "ofertas integradas de serviços que asseguram novas funcionalidades e preços mais competitivos", acrescentou.

 

"Esta é, no fim de contas, a consequência mais relevante do nosso convite, porque estamos perante uma iniciativa que, sendo positiva para os accionistas e para as empresas, é, sobretudo, auspiciosa para os consumidores", afirmou.

 

Fusão permite reforçar estratégia internacional

 

O representante de Isabel dos Santos lembra que a Zon já tem uma parceria com Isabel dos Santos, na angolana Zap. "Existem já experiências [de parceria], todas muito positivas, em mercados que atravessam estádios diferentes" do ciclo económico. A Zap está também presente no mercado moçambicano.

 

"A fusão, se se vier a concretizar, leva ao aprofundamento dessa estratégia multinacional, alargando-a a outras geografias, o que permitirá à nova realidade empresarial estar presente, simultaneamente, em mercados com características complementares", referiu.

 

"A pluralidade de mercados aliada à pluralidade da oferta de serviços assegurará um desempenho mais consistente e mais estável" ao grupo que  resultar da proposta de fusão. A Optimus é a terceira operadora do mercado português de telecomunicações, com 3,2 milhões de clientes móveis e 344 mil clientes na rede fixa. A Zon lidera o mercado português de televisão paga, com 1,4 milhões de clientes, 960 mil clientes na voz fixa e 766 na banda larga.

 

Fusão tem "apoio entusiastico" de accionistas da Sonaecom

 

Ângelo Paupério, presidente-executivo (CEO) da Sonaecom, referiu que a fusão da Optimus com a Sonaecom irá gerar sinergias de 250 milhões de euros a 700 milhões de euros, segundo estimativas dos analistas.

 

Durante a conferência telefónica com analistas, o CEO afirmou que a operação tem o "apoio entusiático" dos accionistas representados no conselho de administração da Sonaecom. Incluíndo da France Telecom, que detém 20% do capital da Sonaecom

 

Mário Leite Silva expressou ainda a convicção de se estar "perante um cenário muito interessante para o futuro da Zon porque garante a convergência de ofertas técnicas e comerciais, a optimização de recursos com a Sonaecom, e uma maior robustez empresarial". 

Ver comentários
Saber mais Mário Leite Silva Optimus Zon Isabel dos Santos
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio