Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp Energia poderá lucrar 48 milhões no primeiro trimestre

Os analistas do BPI antecipam lucros de 48 milhões no primeiro para a petrolífera no primeiro trimestre do ano, que reflectem um crescimento homólogo de 16% dos resultados.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 12:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O EBITDA consolidado da Galp Energia terá crescido 46% para 197 milhões de euros e o EBIT RCA, ou seja, ajustado aos efeitos não recorrentes, deverá progredir 69% para 90 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, estima o BPI Equity Research.

“Antecipamos que a Galp apresente um desempenho sólido dos resultados no primeiro trimestre de 2012”, refere a nota de análise do BPI, que cita a reestruturação das operações no Brasil, preços mais elevados do petróleo, maiores margens no negócio da distribuição de gás e maiores margens de refinação, revela a nota de análise publicada no Iberian Daily do BPI.

A margem de referência para a refinação terá recuperado “marginalmente” em 6% face ao trimestre anterior para o valor negativo de 0,6 dólares por barril, diz o banco de investimento, que explicam que a melhoria das margens “deverão ter levado a margem de refinação da Galp Energia para mais de um dólar por barril”, explica a nota que cita a estimativa de uma margem de 1,3 dólares por barril.

O crude processado nas refinarias da Galp Energia ter-se-á saldado em 20,3 milhões de barris, o que representa uma quebra de 3,4% face ao trimestre anterior e um aumento de 49% face ao período homólogo, que ainda reflectiu o impacto na produção de obras relacionadas com a conversão da refinaria de Sines. As vendas na unidade de distribuição de combustível caíram 1,7% face ao trimestre anterior.

A produção petrolífera “working interest” cresceu 4,6% face aos últimos três meses de 2011 para 22,6 milhares de barris e a produção “net entitlement” terá aumentado 27,4% ara 16,5 mil barris de petróleo. Na unidade de gás e electricidade, o crescimento de 22% face ao trimestre anterior reflecte “'trading' mais alto, outra vez”, diz a nota de análise do BPI. “As margens devem permanecer fortes e em linha com a indústria”.

Os resultados serão aprensentados a 27 de Abril. As acções da Galp tocaram hoje em mínimos de Maio de 2010 nos 10,75 euros e seguem agora a cair 0,82% para 10,835 euros.
Ver comentários
Saber mais Galp Energia petróleo BPI acções resultados
Outras Notícias