Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldman Sachs elege BBVA entre os bancos de Espanha

O Goldman Sachs reviu as estimativas para os bancos espanhóis, reflectindo a deterioração da qualidade do crédito dado o ciclo económico do país. O corte nas previsões afectou as avaliações das sete instituições financeiras analisadas. Entre elas, o banco norte-americano destaca, pela positiva, o Santander e o BBVA, sendo este último o eleito no sector em Espanha.

Paulo Moutinho 03 de Março de 2009 às 11:55
O Goldman Sachs reviu as estimativas para os bancos espanhóis, reflectindo a deterioração da qualidade do crédito dado o ciclo económico do país. O corte nas previsões afectou as avaliações das sete instituições financeiras analisadas. Entre elas, o banco norte-americano destaca, pela positiva, o Santander e o BBVA, sendo este último o eleito no sector em Espanha.

“Os bancos espanhóis passaram ao lado do pior da actual crise de crédito. No entanto, prevemos que venham a sofrer desproporcionalmente da deterioração da qualidade do crédito na próxima fase do ciclo, dada a escalada do desemprego em Espanha e a extensão dos problemas no sector imobiliário”, refere a equipa de “research” do Goldman Sachs, numa nota a que o Negócios teve acesso.

O banco de investimento salienta que o impacto “deverá ser mais sentido nos operadores domésticos, mas não vemos os bancos internacionais imunes” a este cenário de crise. Os analistas Jernej Omahen, Pawel Dziedzic e Monica Kalia, sublinham que, no entanto, estes últimos (BBVA e Santander) terão uma maior “capacidade de absorver as perdas com o crédito”, por comparação aos seus pares, mais centrados em Espanha.

Neste sentido, o BBVA e o Santander surgem como preferidos do Goldman Sachs, face ao Banest, ao Popular, Banco Pasto, Sabadell e Bankinter. “Continuamos a favorecer o BBVA face ao Santander”, sublinha o banco de investimento, elegendo assim o seu preferido no universo da banca, em Espanha, isto apesar de ter revisto em baixa a recomendação de “comprar” para “neutral”. O potencial é de mais de 50%.

No relatório divulgado hoje, o Goldman Sachs iniciou a cobertura do Banesto com “neutral” e do Banco Pastor com “vender”. Efectuou revisões em baixa às avaliações atribuídas a todos os títulos do universo financeiro de Espanha, incorporando a visão negativa para o sector, que ditou um corte médio de 18% às estimativas de resultados até 2011.

Anterior "target""Target" actualCotação actualPotencialRecomendação
Banesto-5,485,66-3,2%Neutral
Santander9,007,705,1449,8%Neutral
Popular6,863,363,96-15,2%Vender
Pastor-3,293,40-3,2%Vender
Sabadell3,832,373,29-28,0%Vender
BBVA12,809,406,0655,1%Neutral
Bankinter6,275,336,90-22,8%Vender
Fonte: Goldman Sachs


Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio