Construção Governo aprova três milhões para a manutenção da Ponte 25 de Abril

Governo aprova três milhões para a manutenção da Ponte 25 de Abril

A autorização dada pelo Governo à Infra-estruturas de Portugal acontece numa altura em que as obras de manutenção da ponte sobre o rio Tejo estão a levantar polémica.
Governo aprova três milhões para a manutenção da Ponte 25 de Abril
Bruno Simão
André Cabrita-Mendes 12 de março de 2018 às 10:47
O Governo libertou quase três milhões de euros para efectuar trabalhos de manutenção na Ponte 25 de Abril. O valor foi aprovado em duas portarias conjuntas dos Ministérios das Finanças e do Planeamento e das Infra-estruturas publicadas esta segunda-feira, 12 de Março, em Diário da República.

A portaria com o valor mais elevado (2,1 milhões de euros) dá autorização à Infra-estruturas de Portugal para "proceder à repartição de encargos relativos ao contrato de aquisição de serviços 'Ponte 25 de Abril - serviços integrados de inspecção e operação e manutenção de equipamentos - triénio 2019-2021'". Os 2,1 milhões de euros vão ser divididos ao longo de três anos: 2019 (989 mil euros), 2020 (905 mil euros) e 2021 (210 mil euros).

A segunda portaria dá autorização à Infra-estruturas de Portugal para gastar 895 mil euros para lançar o procedimento "Ponte 25 de Abril - assistência técnica da Parsons à empreitada de trabalhos de reparação e conservação II". A execução dos 895 mil euros é para ser repartida ao longo de três anos: 2018 (164 mil euros), 2019 (365 mil euros) e 2020 (365 mil euros).

A autorização do Governo para a Infra-estruturas de Portugal realizar estas despesas chega numa altura em que as obras de manutenção da ponte sobre o rio Tejo estão a levantar polémica.

A revista Visão divulgou recentemente a existência de um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), alertando para riscos graves de segurança na ponte que exigem uma intervenção imediata.

Em reacção, o Governo veio a público garantir que o processo do início das obras na ponte 25 de Abril "está em bom ritmo", segundo a ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques. A governante esclareceu que os "mecanismos de decisão, aprovação e criação de concursos não são instantâneos".

O ministério das Finanças, por sua vez, destacou que "todos os pedidos de intervenção na Ponte 25 de Abril, nomeadamente os projectos de portarias de extensão de encargos, foram atempadamente aprovados pelos Ministérios competentes".

Os ministros das Finanças, Mário Centeno, e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, vão deslocar-se ao Parlamento em breve para prestar esclarecimentos em relação à ponte.

Por seu turno, o presidente do conselho directivo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), Carlos Pina, garantiu que a Ponte 25 de Abril "está e estará segura", explicando que não existe perigo para os utentes.

Já a Infra-estruturas de Portugal anunciou no dia 7 de Março que vai lançar este mês o concurso público para a empreitada de trabalho de reparação e conservação da ponte 25 de Abril com um preço base de 18 milhões de euros e um prazo de execução da obra de dois anos.



A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Alentejano 13.03.2018

Alias talvez esteja na altura de se fazer mais uma vaquinha e comprar um foguete ao Elon para mandar uns quantos para Marte, Pior não pode ficar e se funcionar ainda mandamos os presidentes dos clubes e uns quantos presidentes de institutos e fundações e essa corja toda atrás!

Alentejano 13.03.2018

E a Isto cavalheiros se chama navegar À vista! Pensar que fomos dos primeiros a te-los no sitio e ir para onde não se via terra! Mas como dizem os brasileiros e talvez não se enganem vocês são descendentes dos que ficaram pois dos que partiram somos nós! Imagina se não os enganássemos para partirem.

Abre olhos 12.03.2018

E a lusoponte serve para quê? Para receber dinheiro das portagens sim senhor é com eles. Fazer obras, está quieto que os burros dos contribuintes pagam. Cambada de ladrões.

mr 12.03.2018

VERGONHOSO!!! Há anos que a ponte 25A não é pintada, não me admira que a corrosão chegue ao ponto de faltar parafusos e alguns apoios danificados. Quem olha cá debaixo vê a tinta queimada e imagina como estará o resto!!! O que me deixa revoltado é que os utilizadores andam a pagar a outra ponte..

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub