Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo assina contratos para 12 projectos industriais que vão criar 401 postos de trabalho

O vice-primeiro ministro Paulo Portas anunciou esta segunda-feira contratos para 12 projectos industriais, virados para a exportação, num investimento total de 184 milhões de euros.

Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 12 de Maio de 2014 às 17:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 28
  • ...

Os projectos dizem respeitos a áreas como o têxtil, moldes mecânicos, componentes para indústria automóvel, tubos e perfis de plástico, pasta de papel e embalagens de cartão, embalagens de plástico, refrigerantes, revestimento de metais, receptores de rádio e televisão e produtos abrasivos.

 

São nove os contratos com a Aicep de benefícios fiscais já aprovados em conselho de ministros, a que se juntam outros três com o Iapmei.

 

Os investimentos permitirão criar 401 postos de trabalho e manter 2.610.

 

O maior investimento é o da Portucel, de 56,3 milhões de euros, a que se segue o da Wuhan Industries, na área dos moldes metálicos, de 27,9 milhões.

 

Na cerimónia, o grupo Visabeira assinou um protocolo de investimento com o grupo Force10 dos Emirados Árabes Unidos, que abrange o contrato para o desenho, fabrico e instalação de 706 cozinhas mob num condomínio de luxo em Abu Dhabi num valor superior a 4,5 milhões de euros.

 

O protocolo de investimento tem ainda o objectivo de alargar a comercialização de cozinhas mob a outros países do golfo pérsico.

 

O protocolo estabelece os principais pontos parava construção de uma unidade de produção mob com um investimento previsto de 22 milhões de euros.

 

A Borgwarner Emission, de componentes para veículos automóveis, vai investir 23,4 milhões, sendo este um dos projectos que mais postos de trabalho vai criar, num total de 80.

 

A Visteon, que fabrica receptores de rádio e televisão, vai investir quase 9,7 milhões e criar 60 postos de trabalho, enquanto a Sodecia tem previsto um projecto no valor de 5,4 milhões e a criação de 81 empregos.

 

A Europac, na área das embalagens, vai avançar com 9,2 milhões de euros de investimento e a Font Salem, que fabrica refrigerantes, quase 8,9 milhões. Dos contratos com a AICEP contam-se ainda o da Borgstena Textile, de 3,8 milhões de euros e a Polipropigal, que fabrica tubos e perfis de plástico, de 8 milhões.

 

Já os contratos com o IAPMEI são três, sendo o de maior montante da responsabilidade de Indasa, que fabrica produtos abrasivos, no valor de 14,1 milhões. A 360 Steel Materials, com actividade na área de tratamento e revestimento de materiais, investirá 13 milhões de euros, permitindo este investimento de raiz criar 86 postos de trabalho.

 

O contrato com a Polivouga, de fabricação de embalagens de plástico, prevê 5,2 milhões de euros de investimento.

 

(Notícia actualizada às 18h31 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Aicep Portucel Wuhan Paulo Portas
Outras Notícias