Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo compromete-se a adotar "todas as medidas necessárias para proteger" a Efacec

O secretário de Estado adjunto da Economia garantiu, no Parlamento, que o Governo está a acompanhar a situação da Efacec e é uma empresa para ser protegida.

Sérgio Lemos
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 23 de Junho de 2020 às 10:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

"A Efacec é uma empresa estratégica", e, por isso, "adotaremos todas as medidas que forem necessárias para proteger esta empresa", assegurou esta terça-feira, 23 de junho, no Parlamento o secretário de Estado adjunto da Economia, João Neves.

Numa audição de secretários de Estado da Economia, no âmbito do orçamento suplementar, João Neves deixou esta garantia em relação à Efacec, admitindo mesmo que pode haver uma intervenção pública. "Não há nenhuma intervenção pública no momento presente". Não se alongou nas opções em cima da mesa.

O secretário de Estado adjunto da Economia garantiu que o Governo tem acompanhado de "forma muito próxima a atividade desta empresa" e do que resultou da situação da acionista principal, a empresária angolana Isabel dos Santos, cujas empresas foram arrestadas pela justiça.

João Neves lembrou que a Efacec é "exclusivamente privada", e, é nesse pressuposto que "temos claro e presente que, em função das questões associadas a mais de 70% do capital que é detido pela eng. Isabel dos Santos, temos uma preocupação adicional com esta empresa".

A Efacec, salientou ainda, é "uma empresa com características muito especiais, enorme capacidade de engenharia e produtos adaptados a necessidades de futuro, como a transição digital". É por isso "uma empresa estratégica".

Ver comentários
Saber mais Efacec João Neves Governo Isabel dos Santos
Mais lidas
Outras Notícias