Empresas Governo quer a primeira refinaria de lítio da Europa no porto de Leixões

Governo quer a primeira refinaria de lítio da Europa no porto de Leixões

O secretário de Estado da Energia, João Galamba, afirma em entrevista ao Público que o Executivo quer instalar em Portugal uma refinaria de hidróxido de lítio, de forma a captar maior valor acrescentado da extração.
Governo quer a primeira refinaria de lítio da Europa no porto de Leixões
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 17 de novembro de 2019 às 10:25

"Queremos dar um passo em frente, instalar a refinação e isso também nos posiciona para atrair investimentos em fábricas de baterias, ou de cátodos, ou de powerwalls", afirmou João Galamba ao Público.

 

"Se já se sabe que quem vai ficar com as fábricas de baterias para carros eléctricos é o centro da Europa, isso não me preocupa muito. Só temos de garantir que na cadeia do lítio temos cá o elemento com maior valor acrescentado e que é a produção de hidróxido de lítio", acrescentou.

 

O secretário de Estado da Energia considera que o porto de Leixões seria a localização ideal, devido à proximidade das zonas de extração – as licenças já atribuídas são Covas do Barroso e Montalegre, ainda sujeitas à aprovação do estudo de impacte ambiental – e a possibilidade de receber minério de outras zonas.

 

A licença de Covas do Barroso foi atribuída à Lusorecursos e a de Montalegre à australiana Savannah. A exploração mineira de lítio tem enfrentado a contestação da parte da população local. João Galamba este em Boticas na semana passada, onde foi recebido com protestos.

 

O Secretário de Estado tem dito que as minas só avançam se o estudo de impacte ambiental for positivo, ou tiver medidas de mitigação suportáveis pelas empresas, mas a sua expectativa é que a exploração possa avançar.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI