Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo aprova alteração à lei que proíbe vendas com prejuízos

O Governo aprovou esta quinta-feira a alteração à lei que proíbe vendas com prejuízo, clarificando o âmbito de aplicação do diploma e o método de apuramento das vendas com prejuízo.

Lusa 13 de Agosto de 2015 às 22:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

"O decreto-lei n.º166/2013 de 27 de Dezembro, que aprovou o novo regime aplicável às práticas individuais do comércio, veio dar resposta às dificuldades e limitações identificadas durante a vigência do regime anterior pelos operadores económicos, especialmente nos domínios da venda com prejuízo e das práticas negociais abusivas", disse fonte oficial do ministério da Economia.

 

"O Governo procurou, assim, agir em defesa dos interesses do consumidor, promovendo a transparência nas relações entre os intervenientes na cadeia de valor, um pilar de um mercado mais equilibrado, mais previsível e, consequentemente, mais atractivo e mais competitivo", acrescentou.

 

No sentido de garantir que a "aplicação prática" da lei das PIRC correspondia aos objectivos visados, "atribui-se desde logo à Direcção-Geral das Actividades Económicas a missão de acompanhar a respectiva aplicação e de elaborar e publicar, no final do segundo ano a contar da data da respectiva entrada em vigor, um relatório sobre a sua execução".

 

A Lei das PIRC entrou em vigor em Fevereiro de 2014.

 

Apesar do prazo ainda estar em curso, "foi já possível, no período que decorreu desde a entrada em vigor do diploma, identificar - em especial no âmbito da Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agro-alimentar (PARCA), e na aplicação do diploma pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) - alguns aspectos que os respectivos destinatários consideraram necessitar de clarificações", prosseguiu.

 

O Governo "considerou importante dissipar, desde já, as dúvidas quanto aos aspectos que, tendo uma natureza eminentemente técnica, não deveriam ser feitos depender daquela avaliação, nem da revisão legal a que tal avaliação eventualmente desse origem", disse a mesma fonte.

 

Em causa estão "alguns aspectos referentes ao âmbito da aplicação do diploma e ao método de apuramento da existência de venda com prejuízo, relativamente aos quais agora foram introduzidas as alterações estritamente indispensáveis para assegurar que o diploma em causa é interpretado e aplicado pelos destinatários de forma coerente com os objectivos definidos na respectiva versão original", concluiu.

Ver comentários
Saber mais Lei das PIRC Actividades Económicas Governo ministério da Economia ASAE Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Autoridade de Segurança Alimentar e Económica
Outras Notícias