Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo brasileiro quer ver replicada parceria entre EDP e Furnas

A ministra brasileira, Dilma Rousseff admitiu, no evento da segunda fase do desvio do Rio Tocantins da Peixe Angical, que «gostaria de ver essa parceria entre a Furnas da Eletrobrás e da Energias do Brasil replicada e ver expandida daqui para a frente», a

Bárbara Leite 29 de Abril de 2005 às 07:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A ministra brasileira, Dilma Rousseff admitiu, no evento da segunda fase do desvio do Rio Tocantins da Peixe Angical, que «gostaria de ver essa parceria entre a Furnas da Eletrobrás e da Energias do Brasil replicada e ver expandida daqui para a frente», assumindo-se assim a favor da associação já eleita pela participada brasileira.

Na cerimónia, que culminou com a explosão de uma parede da obra construída para secar uma parte do rio Tocantins, para se dar prosseguimento ao inicio das operações em Maio do próximo ano, a ministra disse que a central em Peixe é «um testemunho de uma parceria bem sucedida».

«Uma solução virtuosa e saudável entre um grupo público e um grupo privado». No rio Tocantins, abrem-se ainda oportunidades para construção de Ipueiras, Tupiratins, Serra Quebrada e  Marabá  que serão licitadas este ano, segundo anunciou a ministra que lembrou a preocupação da EDP com a «brasilariedade» da participada no Brasil.

* Correspondente em São Paulo. A jornalista viajou a Tocantins a convite da Energias do Brasil

Ver comentários
Outras Notícias