Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Greve está a paralisar produção de refinarias da Galp

A greve geral de trabalhadores da Galp Energia está a paralisar a produção das refinarias de Sines e do Porto, responsáveis pela quase totalidade do consumo de petróleo do país, disse um coordenador do sindicato Sinorquifa, José Ribeiro dos Santos.

Negócios negocios@negocios.pt 19 de Abril de 2010 às 10:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A greve geral de trabalhadores da Galp Energia está a paralisar a produção das refinarias de Sines e do Porto, responsáveis pela quase totalidade do consumo de petróleo do país, disse um coordenador do sindicato Sinorquifa, José Ribeiro dos Santos.


Contactado pela Reuters, o porta-voz da Galp não confirmou a paralisação da produção, remetendo para mais tarde um "ponto de situação" oficial relativo a esta greve de três dias.



"Neste momento, já não há produção (nova). As unidades estão apenas a processar a matéria-prima que deu entrada até ao início da greve", disse, à Reuters, o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores da Química, Farmacêutica, Petróleo e Gás do Norte.
Adiantou que a paralisação total das refinarias "pode levar o dia todo".



"As unidades não podem parar de repente por razões de segurança e estão ainda a laborar para ir baixando pressões e temperaturas", explicou.


De acordo com fonte oficial da Galp Energia, a greve não está a afectar os postos de abastecimento de combustível da empresa, que estão a funcionar "normalmente".

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias