Empresas Greve nos aeroportos alemães cancela inauguração da rota Porto-Munique

Greve nos aeroportos alemães cancela inauguração da rota Porto-Munique

A Lufthansa cancelou a inauguração da rota Porto-Munique, que estava prevista para amanhã, 27 de Abril, devido à convocação de uma greve do sindicato alemão Verdi para esse dia.
Greve nos aeroportos alemães cancela inauguração da rota Porto-Munique
Paulo Duarte
Rui Neves 26 de abril de 2016 às 11:06

O Airbus 320 proveniente de Munique deveria chegar amanhã, 27 de Abril, pelas 10:45, ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, dando início a uma nova rota da Lufthansa entre aquela cidade alemã e o Porto.

Após o desembarque dos passageiros, haveria lugar à cerimónia de corte de fita com o presidente da Câmara do Porto, o director do aeroporto do Porto e o director da companhia alemã para a Península Ibérica.

Mas a cerimónia acaba de ser cancelada pela Lufthansa, "uma vez que o sindicato alemão Verdi convocou uma greve para amanhã para os empregados de diversos serviços aeroportuários nos aeroportos alemães", informa a companhia, em comunicado enviado às redacções.

"A maioria dos voos teve de ser cancelada, incluindo o voo Munique-Porto e, assim, também o Porto-Munique", esclarece a mesma fonte.

Fica assim adiado o arranque da ligação "totalmente nova" entre Porto e Munique com quatro voos por semana, aos domingos, às segundas-feiras, às quartas-feiras e às sextas-feiras.

A operação irá ser realizada com um avião Airbus 320 com uma capacidade total de 162 passageiros em duas classes. 

Em comunicado, a Lufthansa já assumiu que, devido à greve convocada pela Verdi, cancelou 895 voos que estavam previstos para amanhã, pelo que apenas irá operar 40% do total de 1.500 voos que tinha escalados para esta quarta-feira nos aeroportos alemães, incluindo os de Frankfurt e Munique.




(título corrigido às 12:10, substituindo "na Lufthansa" por "nos aeroportos alemães")




pub

Marketing Automation certified by E-GOI