Banca & Finanças Grupo Sonae “segura” desportistas subaquáticos de todo o mundo

Grupo Sonae “segura” desportistas subaquáticos de todo o mundo

A MDS, “braço” segurador do grupo Sonae, vai assinar uma parceria com a federação mundial de desportos subaquáticos CMAS, oferecendo às suas centenas de milhares de praticantes um seguro base mais abrangente.
Grupo Sonae “segura” desportistas subaquáticos de todo o mundo
A MDS vai assinar uma parceria com o CMAS - World Underwater Federation, a federação mundial de desportos subaquáticos.
Rui Neves 19 de fevereiro de 2018 às 15:28

A multinacional de corretagem de seguros e consultoria de riscos MDS, que é controlada conjuntamente pela Sonae e a brasileira Suzano, vai assinar na próxima quinta-feira, 22 de Fevereiro, na sede da companhia, no Porto, uma parceria com o CMAS - World Underwater Federation, a federação mundial de desportos subaquáticos.

 

No âmbito deste protocolo, que "envolverá centenas de milhares de praticantes das várias modalidades em todo o mundo, nomeadamente do mergulho ou caça submarina", os praticantes de actividades subaquáticas vão ter acesso "a um seguro base com maiores coberturas e em condições mais vantajosas, que lhes permitirá uma maior segurança nas suas viagens e expedições", anuncia a MDS, em comunicado.

 

A cerimónia de assinatura da parceria contará com as presenças da presidente do CMAS, Anna Arzhanova, e de José Manuel Fonseca, CEO do grupo MDS.

 

O CMAS foi fundado em 1956 pelo mítico mergulhador e explorador Jacques-Yves Cousteau, e actualmente congrega mais de 130 federações dos cinco continentes.

 

Além de organizar eventos internacionais subaquáticos, o CMAS é responsável pelos mais conceituados programas de certificação e treino de mergulho, desenvolvendo também intenso trabalho técnico e científico.

 

Em Portugal, onde é líder de mercado, a MDS fechou 2016 com um volume de negócios superior a 25 milhões de euros, tanto quanto factura no Brasil. Operada directamente ainda em Angola, Espanha, Moçambique, Reino Unido, Suíça e Malta.

 

Com mais de 600 trabalhadores, garante que gere mais de 500 milhões de prémios de seguros e uma carteira de 1,2 milhões de clientes.

 

Através da Brokerslink, uma das maiores empresas globais de corretagem de seguros fundada pela MDS em 2004 e sediada na cidade helvética de Zurique, está presente em mais de 100 países, com cerca de 400 escritórios e totalizando cerca de 10 mil profissionais da área dos seguros.

 

É também accionista e um parceiro de referência da Ed – ex-Cooper Gay Swett & Crawford –, corretor independente no mercado ressegurador londrino.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub