Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Guerra de nervos no têxtil e calçado com linha de crédito ainda no papel

Os seguros de crédito são hoje o grande problema das empresas exportadoras. E se dentro de dias, a última medida anunciada pelo Governo não estiver operacional as associações empresariais prometem grande alvoroço social.

Isabel Cristina Costa iccosta@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os seguros de crédito são hoje o grande problema das empresas exportadoras. E se dentro de dias, a última medida anunciada pelo Governo não estiver operacional as associações empresariais prometem grande alvoroço social.

Ontem, num comunicado de imprensa, o Ministério das Finanças oficializou a criação de uma nova linha de crédito de 1.000 milhões de euros destinada a garantir o acesso ao mecanismo de seguro de crédito comercial das empresas portuguesas que operem em mercados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Este é já o terceiro produto apoiado pelo Governo e lançado desde Janeiro último. Os dois primeiros produtos, que totalizam 2.000 milhões de euros, só agora começam a dar os primeiros frutos. Pelo caminho tiveram que ser resolvidos problemas ao nível da execução, que implicou a certa altura "luz verde" de Bruxelas.

O terceiro produto agora criado vem resolver o problema de muitas empresas que viram os seus seguros de crédito reduzidos a zero. Nestes casos, onde as seguradoras não entram, o Estado assume 60% do risco e as empresas os restantes 40%. Mas ainda não está nada no terreno, temendo-se mais perda de tempo em burocracias e, por causa disso, de encomendas e de postos de trabalho.

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias