Empresas Holding de Soares dos Santos quer comprar filial da JM por 285 milhões de euros

Holding de Soares dos Santos quer comprar filial da JM por 285 milhões de euros

A Sociedade Francisco Manuel dos Santos, que detém mais de 50% do capital da Jerónimo Martins, pretende comprar a totalidade da Monterroio, uma filial detida a 100% pela retalhista, por um valor de 285 milhões de euros.
Holding de Soares dos Santos quer comprar filial da JM por 285 milhões de euros
David Santiago 28 de abril de 2016 às 18:22

Em comunicado enviado esta quinta-feira, 28 de Abril, pela Jerónimo Martins à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a retalhista informa ter recebido uma proposta de aquisição da sua filial Monterroio – Indústria e Investimentos B.V. por parte da Sociedade Francisco Manuel dos Santos (SFMS).

 

A SFMS, a holding controlada pela família Soares dos Santos e que detém a maioria do capital social da Jerónimo Martins, pretende adquirir a Monterroio à Jerónimo Martins por 285 milhões de euros.

 

Também via comunicado, a SFMS revela ter feito a referida oferta para a aquisição da "totalidade do capital" daquela sub-holding da Jerónimo Martins para os sectores da indústria e serviços com o objectivo de "realizar investimentos directos no sector industrial através da aquisição de activos operacionais, tais como a Monterroio".

 

A SFMS considera ainda que a Monterroio constitui "uma boa oportunidade de investimento" e acrescenta estar "preparada para iniciar negociações se e quando o Conselho de Administração da JM entender adequado".

 

A Monterroio inclui as subsidiárias JMD – Distribuição de Produtos de Consumo, Lda. e Jerónimo Martins – Restauração e Serviços, S.A., bem como participações nas Sociedades Unilever Jerónimo Martins, Lda. (45%), Gallo Worldwide, Lda. (45%), Hussel Ibéria – Chocolates e Confeitaria, S.A. (51%) e Perfumes e Cosméticos Puig Portugal – Distribuidora, S.A. (27,545%).

 

No comunicado da Jerónimo Martins é ainda referido que o Conselho de Administração da cotada vai "analisar a proposta e avaliará o interesse da sociedade em considerar uma possível transacção".

 

A Jerónimo Martins encerrou a sessão bolsista desta quinta-feira a perder 0,66% para 14,26 euros, numa sessão em que a retalhista chegou a negociar em mínimos de 29 de Março ao tocar nos 14,015 euros.

 

Também esta quinta-feira e já depois do fecho dos mercados, a Jerónimo Martins divulgou resultados referentes ao exercício no primeiro trimestre de 2016. Os lucros da retalhista aumentaram 19,3% para 77,3 milhões de euros face ao período homólogo, um resultado que superou a estimativa feita pelo CaixaBI que antecipava lucros de apenas 72 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI