Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Huawei lança alternativa ao Android em televisão inteligente

A fabricante chinesa prepara-se para lançar o novo sistema operativo instalado numa televisão, mas diz-se pronta para passar a utilizá-lo nos próprios smartphones "imediatamente".

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 12 de Agosto de 2019 às 11:28

A chinesa Huawei já havia anunciado a criação do seu próprio sistema operativo: agora, revelou que o produto no qual este vai ser lançado é uma televisão inteligente.

A Honor Vision é o primeiro aparelho que vai suportar o HarmonyOS, o sistema operativo criado pela Huawei em alternativa ao Android, da Google, e o qual foi anunciado na passada sexta-feira. Um dia depois, chegou a novidade da Honor Vision: uma televisão com 55 polegadas cujos preços começam nos 3.799 yuan (481 euros).

A Huawei já revelou contudo que o objetivo é que o novo sistema operativo seja utilizado em vários dispositivos, de smartphones a smartwatches, passando ainda por colunas inteligentes ou sistemas para instalar nos automóveis.

O anúncio deste sistema foi feito durante a Huawei Developer Conference, numa altura em que a Huawei foi colocada por Washington na "lista negra" dos Estados Unidos, travando a possibilidade de as empresas americanas fazerem negócios com a esta empresa. A fabricante chinesa, sendo a segunda maior produtora de smartphones do mundo, poderá ser gravemente prejudicada caso os seus telemóveis não possam usufruir da tecnologia Android, da autoria da Google, o que terá impulsionado a criação de um sistema próprio.

Na conferência, o CEO do Consumer Business Group da Huawei, Richard Yu, disse que a situação da Huawei em relação à Google não é clara e sublinhou que a empresa chinesa preferiria continuar a utilizar a tecnologia Android nos seus smartphones, mas, caso não fosse possível, conseguiria mudar para o HarmonyOS "imediatamente".

Ver comentários
Saber mais Huawei Android Honor Vision HarmonyOS Google ciência e tecnologia economia negócios e finanças tecnologias de informação telecomunicações
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio