Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Iberia cria empresa de manutenção de equipamento aeroportuário

A companhia Iberia, que integra um dos consórcios à privatização dos serviços de ‘handling’ de TAP, acordou constituir uma parceria com dois outros grupos espanhóis, para a área de manutenção de equipamento aeroportuário, anunciou hoje a transportadora.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 26 de Março de 2004 às 14:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A companhia Iberia, que integra um dos consórcios à privatização dos serviços de ‘handling’ de TAP, acordou constituir uma parceria com dois outros grupos espanhóis, para a área de manutenção de equipamento aeroportuário, anunciou hoje a transportadora. A união deverá resultar na criação de uma nova empresa com capital social de 70 mil euros.

Em comunicado, a companhia aérea Iberia – Líneas Aéreas de España afirma ter acordado, juntamente com a Cobra – Instalaciones y Servicios, Talleres Electromecânicos Gorris, e a filial desta, TEMG Mantenimiento, um pacto de accionistas «com o objectivo de pôr em comum os seus esforços para desenvolver, de maneira conjunta, as actividades de manutenção e reparação de equipamentos para assistência em terra (‘handling’) às aeronaves, passageiros e mercadorias transportados» em aeroportos de Espanha.

O comunicado acrescenta ainda que a nova empresa irá igualmente «aproveitar novas oportunidades de negócio de âmbito internacional».

O objectivo final da parceria agora divulgada é criar uma sociedade conjunta, cujo capital seria distribuído por: 51% para a Cobra; 39% para a Iberia e 10% para a TEMG.

Segundo a mesma fonte o «processo de constituição irá desenvolver-se em várias etapas» e está «sujeito à condição suspensiva de que se obtenha a autorização das autoridades de concorrência da Comissão Europeia».

A sociedade terá um capital social inicial de 70 mil euros.

A Iberia faz parte do consórcio da Mota-Engil e da Dragados que neste momento concorre à privatização de 50,1% do capital da Serviços Portugueses de Handling (SpDH) da TAP.

O concurso, cuja finalização deverá ocorrer em Abril, recebeu ainda as propostas da Swissport – o candidato mais bem classificado – e da espanhola Globalia, grupo que detém a rede de agências de viagens Halcon. De fora ficou a proposta da também espanhola Acciona.

As acções da Iberia [IBLA] seguiam a subir 0,74%, para 2,71 euros.

Outras Notícias