Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Imparidades de crédito mais que duplicam em 2008

As imparidades de crédito no Banco Comercial Português (BCP) mais que duplicaram em 2008, totalizando 544,7 milhões de euros. O nível do crédito malparado no banco passou de 1% para os actuais 1,4%. Já a concessão de crédito aumentou 10%, um comportamento partilhado entre o sector de particulares e empresas.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2009 às 17:53
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
As imparidades de crédito no Banco Comercial Português (BCP) mais que duplicaram em 2008, totalizando 544,7 milhões de euros. O nível do crédito malparado no banco passou de 1% para os actuais 1,4%. Já a concessão de crédito aumentou 10%, um comportamento partilhado entre o sector de particulares e empresas.

O BCP registou imparidades de crédito, líquidas de recuperação, no valor de 544,7 milhões de euros em 2008, um valor que compara com os 260,2 milhões de euros registados em 2007, de acordo com o comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“A evolução da imparidade do crédito (líquida de recuperações) foi determinada pelo efeito conjunto do aumento dos volumes de crédito concedido e vencido e do menor nível de recuperações de crédito face a 2007, quer na actividade em Portugal quer na actividade internacional”, revela a empresa.

O BCP acrescenta que o peso do crédito malparado face aos empréstimos concedidos situou-se nos 1,4%, o que compara com 1% registado em 2007. Este é mais um valor que comprova que o mercado de crédito está a deteriorar-se devido à actual conjuntura económica, com as famílias e empresas a terem maiores dificuldades em pagarem os seus empréstimos.

O banco liderado por Carlos Santos Ferreira revela que, no total, tem em carteira 700 milhões de euros de crédito vencido há mais de 90 dias, o que corresponde a 0,9% do crédito total concedido. O banco salvaguarda que o grau de cobertura é de 211%, com o volume de imparidade para riscos de crédito a ascender a 1,47 mil milhões de euros.

Ver comentários
Outras Notícias