Empresas Impresa reforça posição na Abril/Controljornal para 50% (act)

Impresa reforça posição na Abril/Controljornal para 50% (act)

A Impresa celebrou um contrato de promessa com vista a reforçar a sua posição, directa e indirecta na Abril/Controljornal, para 50%, partilhando o controlo da editora do «Expresso» com a suíça Edipresse, numa operação que ascendeu a 23 milhões de euros.
Negócios 23 de outubro de 2002 às 17:04
A Impresa anunciou hoje que celebrou um contrato de promessa com vista a reforçar a sua posição, directa e indirecta na Abril/Controljornal, para 50%, partilhando o controlo da editora do «Expresso» com a suíça Edipresse, numa operação que ascendeu a 23 milhões de euros.

A Abril Jovem Investments, do grupo brasileiro Abril, já tinha manifestado a sua intenção de sair do capital da Abril/Controljornal, empresa que edita o semanário «Expresso» e a revista Visão.

O capital da Abril/Controljornal era repartido em três partes iguais pela Impresa, pelo Grupo Abril e pela Edipresse, com cada empresa a deter 33,33% do capital da companhia.

Num comunicado a Impresa afirma que em conjunto com a Edipresse «assinou hoje um contrato promessa de cessão de quotas para a aquisição conjunta, quer directamente, quer através de uma sociedade a constituir para o efeito, da totalidade das quotas detidas pela Abril Jovem Investments».

A Impresa e a Edipresse compraram 50% da Omniger, companhia que controla 66,67% da Abril/Controljornal, pelo valor de 23 milhões de euros.

«A Impresa após o aumento da participação na OMNIGER, passará a deter, directamente ou indirectamente, 50% do capital da editora Abril/Controljornal», refere o comunicado da companhia liderada por Pinto Balsemão.

«Nos termos do contrato promessa a escritura de cessão de quotas deverá ocorrer no prazo máximo de quinze dias úteis a contar da data da celebração do referido contrato, ou seja até 14 de Novembro de 2002», acrescenta a mesma fonte.

A Impresa caiu 2,52% para os 1,55 euros.