Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Impresa obtém lucros de 2,26 milhões entre Janeiro e Setembro

A Impresa anunciou hoje que obteve um resultado líquido de 2,26 milhões de euros entre Janeiro e Setembro deste ano, um valor que compara com prejuízos de 10,3 milhões de euros no período homólogo e que situou em linha com as previsões dos analistas.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 25 de Outubro de 2004 às 16:31

A SIC, principal activo da Impresa, apurou um resultado líquido de 12,38 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, contra prejuízos de 930 mil euros no período homólogo.

O volume de negócios consolidado aumentou 18,1% para 118,9 milhões de euros e as receitas de publicidade «mantiveram um comportamento positivo, com uma subida de

20,7% até ao final de Setembro, tendo o terceiro trimestre superado as previsões iniciais ao crescer 13,1% em termos homólogos», refere a empresa.

«O crescimento das receitas de publicidade da SIC deveu-se, também, à evolução favorável das audiências, tendo a SIC registado os melhores valores de audiência do ano durante o terceiro trimestre, principalmente no acesso ao "prime-time" e no próprio "primetime"», refere a mesma fonte.

Nos primeiros nove meses do ano os custos operacionais cresceram 3,3%, mas no terceiro trimestre desceram 2,6%, em termos homólogos.

«Depois da realização dos dois grandes eventos do ano, Rock in Rio e Euro 2004, que tiveram impacto na evolução dos custos operacionais, as atenções da gestão regressaram ao controle dos custos», refere a Impresa. Os custos de programação da SIC desceram 6,3% no terceiro trimestre.

Na área de negócio dos jornais os lucros foram de 5,96 milhões de euros, mais 1,635 milhões que no período homólogo, com as receitas publicitárias a crescerem 8,1%.

Nas revistas as receitas cresceram 8,7% até Setembro, mas no terceiro trimestre caíram 6,1%, «com a manutenção da fraqueza do mercado publicitário neste segmento e um mix de vendas de ‘merchandising’ diferente do ano anterior».

Impresa reitera lucros acima de 6 milhões de euros em 2004

No mesmo comunicado a Impresa manteve a previsão de resultados para este ano. «O crescimento das receitas e das margens superiores às estimativas, permite reiterar os nossos objectivos para o final do ano», diz a empresa.

A companhia estima que as receitas consolidadas possam crescer entre 12 a 13% em 2004, enquanto que a margem EBITDA vai rondar os 23% e o resultado líquido no final de 2004 poderá superar os 6 milhões de euros.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio