Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Impresa prevê mais que duplicar lucros em 2005

A Impresa prevê aumentar os lucros deste ano em mais de 100%, o que representa um valor acima de 12,5 milhões de euros conseguidos em 2004. A empresa liderada por Pinto Balsemão perspectiva um crescimento de 8% nas receitas consolidadas, fruto do aumento

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 07 de Março de 2005 às 16:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Impresa prevê aumentar os lucros deste ano em mais de 100%, o que representa um valor acima de 12,5 milhões de euros conseguidos em 2004. A empresa liderada por Pinto Balsemão perspectiva um crescimento de 8% nas receitas consolidadas, fruto do aumento esperado na publicidade e da aposta na internacionalização.

No comunicado para apresentar os resultados de 2004, a Impresa [ipr] avançou as suas estimativas para este ano, onde inclui a previsão de crescimento nos «resultados líquidos superior a 100%».

Os lucros da empresa em 2004 totalizaram 6,2 milhões de euros, contra prejuízos de 10,2 milhões de euros em 2003, com a companhia a conseguir o primeiro ano completo de lucros desde 1999.

Já as receitas consolidadas, segundo a mesma fonte, deverão crescer 8% em 2005, totalizando cerca de 280 milhões de euros, face aos 258,7 milhões de euros obtidos em 2004.

A empresa explica que este crescimento nas receitas será obtido através do aumento das receitas de publicidade, crescimento das receitas com publicações, principalmente com o lançamento de novas publicações.

Entre os vários lançamentos previstos para, está um novo semanário do grupo, nomeadamente o jornal «Courrier Internacional». A Edimpresa, empresa do grupo para a área das revistas, vai lançar em Abril de 2005, duas novas publicações em segmentos onde ainda não está presente, nomeadamente a «FHM» no segmento masculino e «Rotas do Mundo» na área das viagens.

Ainda a explicar a previsão de aumento nas receitas está o «esforço de diversificação das receitas», com a «aposta nos ‘new media’, através da SIC Multimédia e SIC Portátil», bem como a «aposta nos produtos editoriais e no marketing alternativo».

Para aumentar as receitas a Impresa diz ainda que vai «apostar na internacionalização», mas não adianta mais detalhes sobre esta matéria.

Em relação a outros indicadores previstos para 2005, a Impresa antevê um aumento superior a 20% no EBITDA, que em 2004 totalizou 57,7 milhões de euros. A companhia visa também continuar a reduzir o passivo remunerado, que em 2004 caiu 48,1 milhões de euros para 92,2 milhões de euros.

Outras Notícias