Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Inapa atenta a movimentos de consolidação na Europa

A Inapa referiu hoje em comunicado que está a acompanhar «atentamente os movimentos de reorganização a nível europeu da grande distribuição papeleira, de que é um dos mais relevantes actores».

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 07 de Julho de 2005 às 13:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Inapa referiu hoje em comunicado que está a acompanhar «atentamente os movimentos de reorganização a nível europeu da grande distribuição papeleira, de que é um dos mais relevantes actores».

O Jornal de Negócios noticiou hoje que os finlandeses da M-Real, donos da quarta maior distribuidora de papel da Europa – a Map Merchant Group –, estiveram e mantêm perspectivas de prosseguir as negociações com os principais accionistas da Inapa tendo em vista um movimento de consolidação entre as duas empresas.

«A Inapa deve porém esclarecer que, se tem, de facto, uma palavra a dizer nestes movimentos e que entende considerar todos os potenciais movimentos de cooperação susceptíveis de trazer valor à sociedade e aos seus accionistas não tem, de momento, qualquer projecto de cooperação em fase de concretização», refere.

Na sequência de uma fusão entre a Map e a Inapa, o resultado seria o segundo maior operador europeu, com um volume de vendas de aproximadamente 2,35 milhões de toneladas por ano. Ao que o Jornal de Negócios apurou, os contactos ao mais alto nível entre os dois grupos intensificaram-se ao longo do segundo semestre de 2004.

Estima sinergias de 500 mil euros com Olympia

A Inapa anuncia que a sua quota no mercado belga ronda os 10%, depois de ter adquirido a distribuidora Olympia, segundo um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa anunciou ontem a aquisição da distribuidora de papel belga Olympia, numa operação que lhe permite duplicar a sua presença neste mercado e passar para uma quota de mercado de 10%.

A Inapa esclareceu no comunicado de ontem que vai passar a vender 30 mil toneladas de papel na Bélgica, sendo que o fecho deste negócio está dependente da «due dilligence» a decorrer e da aprovação pelas autoridades da concorrência. O valor do negócio não foi divulgado.

A empresa vem hoje acrescentar que espera obter 500 mil euros anuais «em sinergias operacionais decorrentes da aquisição anunciada, para um ‘enterprise value’ que estima em cerca de 6 milhões de euros, no que se inclui um valor de imobilizado corpóreo superior a 2 milhões de euros».

«A presente aquisição insere-se na estratégia, por diversas vezes levada ao conhecimento público, de reforço da presença do Grupo Inapa nos mercados em que já se encontra por forma a libertar um máximo de sinergias através da ligação a empresas de renome e forte implantação local», segundo a mesma fonte.

Acções sobem mais de 5%

Num relatório de hoje, a Caixa BI afirma que «a aquisição da Olympia constitui uma pequena aquisição, embora aquela empresa detenha uma quota de mercado interessante no seu país».

Sobre a eventual fusão com a empresa de distribuição da M-Real, o banco de investimento diz que este negócio «poderia constituir uma boa solução estratégica para a Inapa. Contudo, considerando que as negociações se encontram suspensas, aguardamos por mais desenvolvimentos para poder comentar este cenário».

As acções da Inapa [ina] subiam 5,47% para os 2,70 euros, depois de terem ganho um máximo de 7,03%.

Outras Notícias