A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Incorporação da Celbi pode levar analistas a rever avaliação da Altri

Os resultados da Altri ficaram ligeiramente aquém das previsões, mas os analistas garantem vão rever as estimativas para a empresa devido à consolidação da Celbi. Os especialistas destacam a performance da F. Ramada. As acções seguiam em queda, depois de

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 08 de Março de 2007 às 10:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os resultados da Altri ficaram ligeiramente aquém das previsões, mas os analistas garantem que vão rever as estimativas para a empresa devido à consolidação da Celbi. Os especialistas destacam a performance da F. Ramada. As acções seguiam em queda, depois de já terem ganho mais de 3%.

As acções da Altri [altr] seguiam a descer 0,69% para os 5,74 euros, depois de já terem estado a ganhar mais de 3%.

O BPI considera que o "impacto" dos resultados da empresa é "neutral". "A Altri demonstrou um desempenho operacional ligeiramente abaixo do esperado, o que se deve essencialmente a custos de reestruturação não recorrentes no negócio de pasta e papel", refere a equipa de "research" numa nota hoje divulgada.

No que respeita ao negócio de aço, a casa de investimento considera que os números apresentados "ficaram perfeitamente em linha com as nossas expectativas".

O BPI destaca o sector de pasta e papel que está a beneficiar de "um desempenho poderoso da Celbi, que tem estado a trabalho na capacidade máxima e acreditamos que vai continuar a gerar margens superiores". Para além da Celbi, o sector está a beneficiar da "evolução média dos preços do ‘kraftsack’ mais elevada do que o esperado".

O facto da margem de EBITDA ter ficado "mais baixa do que o esperado" tem um "impacto neutral" para as acções da empresa liderada por Paulo Fernandes.

O BPI diz que depois dos resultados ontem apresentados "deveremos fazer algumas afinações nas nossas estimativas" a nível operacional depois de uma "compreensão total do potencial de sinergias que poderão surgir do processo de reorganização da Celbi e dos activos florestais". O plano de reestruturação a decorrer na Celbi poderá ainda produzir impactos nos activos da empresa, adianta o BPI.

A analista Sónia Baldeira do CaixaBI, refere numa nota a clientes que a casa de investimento está "em processo de revisão das estimativas e ‘fair value’ da Altri, principalmente devido à nova capacidade produtiva na Celbi".

Ainda assim a analista considera que "os resultados ficaram 5% abaixo das nossas estimativas no EBITDA e nos resultados líquidos".

O CaixaBI realça o desempenho da unidade de aço que "surpreendeu positivamente no último trimestre de 2006, ao apresentar uma melhoria no resultado operacional de 21,4%. De facto, os preços do aço nos mercado internacionais revelaram durante o ano 2006 uma tendência crescente (na Europa em média subiram 24%), daí que tenha sido muito difícil para a companhia conseguir passar esses aumentos para os clientes finais".

Na unidade de pasta e papel, a casa de investimento diz que "há a referir valores acima das nossas estimativas para os proveitos operacionais no quarto trimestre de 2006".

"Portanto, através dos valores divulgados ontem é agora mais visível o verdadeiro impacto da consolidação de um trimestre total da Celbi, apesar de ainda haver necessidade de mais algum detalhe nos resultados para além do divulgado no ‘press release’ de ontem", adianta a analista Sónia Baldeira.

O Millennium bcpi mantém a recomendação de "vender, risco médio" para as acções da Altri, com um preço alvo de 4,35 euros na sequência da apresentação dos resultados. Esta casa de investimento diz que a sua avaliação da Altri já inclui os efeitos da integração total da Celbi.

Ver comentários
Outras Notícias