Imobiliário Investimento em imobiliário comercial derrapa para menos de metade no primeiro trimestre

Investimento em imobiliário comercial derrapa para menos de metade no primeiro trimestre

O investimento totalizou 378 milhões no primeiro trimestre desde ano, que comparam com os 850 milhões do período homólogo. A justificar esta quebra está o facto de, em 2018, terem sido realizadas operações "atípicas".
Investimento em imobiliário comercial derrapa para menos de metade no primeiro trimestre
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 14 de maio de 2019 às 10:35
O investimento em imobiliário comercial em Portugal totalizou 378 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, valor que representa uma quebra superior a 55% face a igual período do ano passado. Os dados foram divulgados, esta terça-feira, 14 de maio, pela consultora Worx.

De acordo com a consultora, a maioria das transações imobiliárias no segmento comercial foram feitas nos setores de escritórios e retalhos. Ao todo, foram transacionados 250 milhões de euros nestas áreas, com destaque para os escritórios, que responderam por quase 50% do investimento em imobiliário comercial.

No retalho, a Worx destaca a compra do Barreiro Retail Planet por um fundo de investimento alemão, por cerca de 55 milhões de euros. Esta transação foi a maior do setor do retalho, que no primeiro trimestre totalizou 65 milhões de euros de investimento.

Já nos setores do turismo e da logística o investimento totalizou 35,5 milhões e 8 milhões de euros, respetivamente.

A justificar a quebra acentuada do investimento face ao primeiro trimestre de 2018, período em que as transações no imobiliário comercial totalizaram 850 milhões de euros, está o facto de, nesse ano, terem sido realizadas operações "atípicas". Entre elas, a compra do centro comercial Dolce Vita pela AXA Investment Managers, uma operação que totalizou 230 milhões, e a compra d eum portefólio composto pelo Sintra Retail Park, Forum Sintra e Forum Montijo, comprados pelo grupo Auchan, que detém a cadeia de supermercados Jumbo, numa operação cujo valor não foi revelado.

Assim, apesar da queda no investimento, a consultora continua a esperar uma evolução positiva. "Continua a verificar-se bastante interesse dos investidores internacionais pelo mercado nacional, prevendo-se que 2019 venha a ser mais um bom ano de investimento na área do imobiliário comercial", comenta Pedro Valente, responsável de mercados de capitais da Worx, citado em comunicado.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI