Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investimentos da Sonaecom em 2008 não podem ser mantidos

A estrutura accionista da Sonaecom, detida na maioria pela Sonae, dá conforto para enfrentar a crise financeira que se vive, disse ao Negócios Ângelo Paupério, presidente da empresa.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A estrutura accionista da Sonaecom, detida na maioria pela Sonae, dá conforto para enfrentar a crise financeira que se vive, disse ao Negócios Ângelo Paupério, presidente da empresa.

A Sonae garantiu a compra da totalidade dos títulos emitidos sobre créditos de clientes empresariais da Sonaecom, titularização que entrou nas contas de 2008. A operação garantiu um fundo de perto de 100 milhões de euros, o que aliás lhe permitiu ter um "free cash flow" positivo de 14 milhões e reforçar investimentos sem aumentar a dívida líquida.

Este indicador mede a possibilidade de geração de dinheiro de um negócio. Ângelo Paupério quer manter esse rácio positivo em 2009, mas já vai dizendo que depende dos investimentos que vierem a ser feitos na rede de nova geração. "Independentemente da crise, o valor do investimento já seria diferente [este ano]. Investir ao nível de 2008 não se pode manter em permanência".

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias