Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IPO das renováveis da EDP está suspenso

A dispersão em bolsa de parte do capital da nova empresa que a Energias de Portugal vai criar para a área das energias renováveis está, para já, suspensa.

Tânia Ferreira tf@negocios.pt 03 de Outubro de 2006 às 10:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A dispersão em bolsa de parte do capital da nova empresa que a Energias de Portugal vai criar para a área das energias renováveis está, para já, suspensa.

A eléctrica não afasta a concretização de um IPO (oferta pública inicial) desta área de negócio, mas o presidente executivo, António Mexia, diz que "não é para já", escusando-se a avançar com uma data para a realização da operação. As declarações de António Mexia foram proferidas ontem em Burgos, Espanha, à margem da cerimónia de inauguração da Eólica La Brújula.

A realização do IPO da sucessora da NEO Energia está condicionada pela "escala do plano de expansão adicional depois de 2008", uma vez que o objectivo da colocação do capital em bolsa é angariar financiamento para a expansão do negócio das renováveis.

Para os investimentos em curso, que implicam chegar a 2008 com 3.000 megawatts (MW), contra os actuais 1.230 MW, Mexia assegura que há "capital suficiente e depois logo se vê".

O CEO da EDP considera ainda que "poderia haver alguma dificuldade para o grupo gerir duas empresas cotadas no mesmo grupo neste momento".

Ver comentários
Outras Notícias