Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins acompanha parte de aumento de capital do BCP (act)

A Jerónimo Martins não vai subscrever na totalidade os seus direitos no aumento de capital do Banco Comercial Português (BCP), afirmou hoje Alexandre Soares dos Santos, presidente da segunda maior distribuidora nacional.

Bárbara Leite 27 de Março de 2003 às 12:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Jerónimo Martins não vai subscrever na totalidade os seus direitos no aumento de capital do Banco Comercial Português (BCP), afirmou hoje Alexandre Soares dos Santos, presidente da segunda maior distribuidora nacional.

«A Jerónimo Martins vai a uma parte do aumento de capital do BCP», referiu o presidente da empresa à margem da Conferência Anual da CMVM.

A distribuidora nacional «não exerce todos os direitos do aumento de capital do BCP porque não está em situação de navegar à vontade», explicou a mesma fonte.

A maior rival da Modelo Continente [MCON] concluiu um processo de reestruturação que durou 18 meses, custou 201 milhões de euros e obrigou à venda de activos não estratégicos para reduzir uma dívida dos 1,2 mil milhões no final de 2001 para os 837 milhões em 2002.

A JM, que detém cerca de 1,5% do BCP, «vai à parte que pensa que tem fundos para isso», acrescentou a mesma fonte, sublinhando que «é preciso cautela».

O Banco Comercial Português revelou esta semana que, pelo menos, 80% dos direitos detidos pelos seus accionistas de referência, com 54% do capital social do maior banco privado português, vão ser exercidos no aumento de capital de 931 milhões de euros do banco.

As acções do BCP caíam 2,22% para os 1,32 euros, enquanto a JM ganhava 2,52% para os 6,51 euros.

Ver comentários
Outras Notícias