Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins prevê crescimento até 40% das vendas na Polónia

As vendas da Jerónimo Martins na Polónia, onde a segunda maior distribuidora nacional opera a cadeia Biedronka, deverão crescer entre 30% e 40% este ano, atingindo, no máximo, os 1,3 mil milhões de euros, revelou o presidente Soares dos Santos.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 17 de Abril de 2003 às 14:11
  • Partilhar artigo
  • ...
As vendas da Jerónimo Martins na Polónia, onde a segunda maior distribuidora nacional opera a rede de desconto Biedronka, deverão crescer entre 30% e 40% este ano, atingindo, no máximo, os 1,3 mil milhões de euros, revelou o presidente Soares dos Santos.

O volume de negócios gerados pela Biedronka no ano passado atingiu os 924,67 milhões de euros, traduzindo um crescimento de 23,8%. As vendas naquele país representam cerca de 24% do negócio total da Jerónimo Martins.

«A Biedronka deverá fechar o ano com um volume de vendas entre 1,2 e 1,3 mil milhões de euros», afirmou ontem à noite Alexandre Soares dos Santos num programa de informação da RTP1 designado «Nova Europa: Portugal ganha ou perde?».

O mesmo responsável acrescentou que deverá terminar o ano com 8.000 empregados naquele país e 700 lojas da rede Biedronka, que é líder no segmento de desconto.

Soares dos Santos, no mesmo programa, salientou ainda que «estamos focados na Polónia e em toda a Europa Central, que é onde vamos crescer no futuro», uma linha estratégica que se traduz no objectivo de ter, a médio prazo, 2.000 lojas na região, o que contrasta com as actuais cerca de 650.

A Jerónimo Martins prevê regressar aos lucros este ano, depois de ter registado um prejuízo de 204,3 milhões de euros derivado de menos valias contabilizadas pela venda de activos não estratégicos. As vendas de 2002 atingiram os 3,89 mil milhões de euros.

As acções da Jerónimo Martins seguiam a cair 0,43% para 7,02 euros, acumulando um ganho de 1,01% desde o início do ano.

Outras Notícias