A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Joe Berardo admite contra-OPA na Bodegas y Bebidas (act)

O Joe Berardo admitiu hoje, em declarações ao Negocios.pt, o lançamento de uma contra OPA sobre a espanhola Bodegas Y Bebidas, após hoje a britânica Allied Domecq ter oferecido 15,7 euros (3.148 escudos) por cada acção da companhia de vinhos espanhola.

Bárbara Leite 07 de Setembro de 2001 às 13:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O empresário Joe Berardo admitiu hoje, em declarações ao Negocios.pt, o lançamento de uma contra oferta pública de aquisição (OPA) sobre a espanhola Bodegas Y Bebidas, após hoje a britânica Allied Domecq ter oferecido 15,7 euros (3.148 escudos) por cada acção da companhia de vinhos espanhola.

A Allied Domecq lançou hoje uma OPA sobre a Bodegas y Bebidas oferecendo um prémio de 30,8% face à cotação de fecho da companhia espanhola na sessão de ontem.

Esta oferta avalia a empresa nos 279,2 milhões de euros (56 milhões de contos).

«O preço oferecido pela Allied é muito barato face aos recentes negócios estabelecidos nesta área», disse Joe Berardo ao Negocios.pt, isto porque, segundo o mesmo empresário, «a Bodegas y Bebidas é umas das maiores companhias de vinho do mundo».

Este valor oferecido representa «11 vezes os resultados», explicou o mesmo empresário, adiantando que, noutros negócios realizados no exterior, os valores pagos ascenderam a «20 vezes os resultados».

«Na próxima semana vamos ter reuniões, estamos a analisar e a ver, mas espero que haja outras ofertas, será uma guerra», acrescentou Joe Berardo.

Joe Berardo admitiu ao Negocios.pt ir «entrar» no que denominou «uma guerra» pelo controlo da empresa.

Berardo com «acordo de cavalheiros» com BBVA na Bodegas

O Banco Bilbao e Viscaya e Argentaria (BBVA) anunciou hoje que estabeleceu um acordo irrevogável da venda da sua participação na Bodegas y Bebidas que representa 39,1% do capital social da companhia à Allied.

Sobre este anúncio, Joe Berardo explicou hoje ao Negocios.pt que tem estabelecido um «”gentlement agreement” (acordo de cavalheiros) com o BBVA que me permite que o banco não assine a venda da sua participação sem que analise primeiro uma contra oferta da minha parte».

«Somos bons “partners”», disse Joe Berardo referindo-se ao BBVA.

A Allied diz que tem já garantidos 52,5% do capital da Bodegas, contudo, segundo Berardo, a posição do BBVA para o Allied não está garantida.

O empresário português controla cerca de 12% do capital da Bodegas y Bebidas, segundo disse o próprio ao Negocios.pt.

Joe Berardo escusou-se a adiantar o montante que estaria disposto a oferecer, caso avance com uma contra-oferta.

As ofertas terão que elevar o valor oferecido em 5% ao anterior, revelou Joe Berardo, adiantando que «existem muitas empresas internacionais interessadas na Bodegas».

A Bodegas y Bebidas é o maior exportador espanhol de vinhos de qualidade com vendas em mais de 60 países.

No final de 2000, os resultados antes de impostos ascenderam a 20,6 milhões de euros (4,1 milhões de contos), com vendas totais de 202,5 milhões de euros (40,6 milhões de contos).

As acções da Bodegas y Bebidas encerraram ontem inalteradas nos 12 euros (2.406 escudos).

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias