Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

José de Mello Saúde faz mudanças no hospital de Braga

A José de Mello Saúde, que ganhou a corrida à construção e gestão clínica do futuro hospital de Braga, assumiu ontem os destinos do existente Hospital de São Marcos e está neste momento, em conferência de imprensa, a apresentar a nova administração e as acções a executar na organização da instituição.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 02 de Setembro de 2009 às 10:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A José de Mello Saúde, que ganhou a corrida à construção e gestão clínica do futuro hospital de Braga, assumiu ontem os destinos do existente Hospital de São Marcos e está neste momento, em conferência de imprensa, a apresentar a nova administração e as acções a executar na organização da instituição.



“Uma Equipa. Um projecto.” É sob este lema que a nova administração do Hospital de São Marcos, em Braga, entrou ontem em funções, na sequência do contrato de construção e gestão do futuro hospital da cidade ganho pelo consórcio da José de Mello Saúde, que integra ainda a Edifer e a Somague.



A nova equipa de gestão do São Marcos, hospital que irá manter-se ao serviço até à entrada em funcionamento da futura unidade, anuncia hoje que “vai desenvolver, já no início de Setembro, um conjunto de acções para melhorar o atendimento da unidade, que passam pela introdução de alterações no serviço de urgência, bloco cirúrgico e consulta externa”.



O modelo de organização da urgência vai ser revisto, incluindo a realização de obras no espaço do serviço. Uma acção que visa diminuir o tempo de resposta aos utentes.



No caso do bloco cirúrgico, a nova administração do São Marcos garante que “vai ser posto em prática um novo regulamento do serviço e adoptada uma nova organização”. Mudanças que pretendem “introduzir uma maior racionalidade no controlo das listas de espera cirúrgicas e, ao mesmo tempo, exercer um acompanhamento rigoroso da qualidade dos actos praticados”.



Quanto às consultas externas, garante-se que vai ser instalada capacidade adicional, com uma nova sala de pequena cirurgia, duas salas de enfermagem e 11 gabinetes. Acções que, garantem os seus promotores, “vai permitir o aumento do número de utentes atendidos e a diminuição efectiva do tempo de espera para consulta”.



A presidir ao novo conselho de administração do São Marcos está Rui Raposo, que era até ao final do ano passado presidente da administração do hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra), unidade que estava sob a gestão privada da José de Mello Saúde mas que passou a uma gestão pública por decisão do actual Governo.



O futuro hospital de Braga, que terá 700 camas e deverá estar a funcionar em 2011, foi a maior adjudicação das parcerias público-privadas da saúde. Pela construção e manutenção do edifício durante três décadas, a cargo da Somague e Edifer, e gestão clínica durante 10 anos, com a José de Mello Saúde, o consórcio Escala Braga receberá do Estado 794,5 milhões de euros.
Ver comentários
Outras Notícias