Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JP Morgan baixa avaliação do Banco Espírito Santo para 13,30 euros

O JP Morgan cortou o preço-alvo do Banco Espírito Santo (BES) para 13,30 euros, após ter revisto em baixa as previsões de lucros do banco até 2010. A nova avaliação representa um potencial de valorização de 9,8% face à actual cotação do BES.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 23 de Abril de 2008 às 11:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O JP Morgan cortou o preço-alvo do Banco Espírito Santo (BES) para 13,30 euros, após ter revisto em baixa as previsões de lucros do banco até 2010. A nova avaliação representa um potencial de valorização de 9,8% face à actual cotação do BES.

O banco de investimento norte-americano JP Morgan reviu em baixa o preço-alvo do BES em mais de 16% para os 13,30 euros por acção. O novo "target" representa um potencial de valorização de 9,8% face ao preço do fecho de ontem das acções do banco liderado por Ricardo Salgado. O JP Morgan manteve a recomendação de "neutral".

Antes do BES apresentar os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2008 (o que vai acontecer na próxima terça-feira), o JP Morgan reviu em baixa os lucros por acção do banco português até 2010. Na base desta decisão está, não só, a "incerteza no mercado de capitais" mas também "os montantes previstos pelo banco para provisões e as previsões mais cautelosas para o produto bancário" entre 2008 e 2010.

O banco de investimento alerta ainda que o ambiente competitivo do sector bancário português pode representar um factor de preocupação adicional para o BES, agora que o BCP atravessa uma fase mais estável. Ainda assim o JP Morgan não contemplou este factor na nova avaliação.

O JP Morgan estima que o BES vai apresentar um lucro de 121 mil milhões de euros, referentes ao primeiro trimestre, o que representa uma queda de 13,4% face ao período homólogo.

As acções do BES [besnn] perdem 0,62% para os 12,03 euros.

Ver comentários
Outras Notícias