Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JP Morgan prevê que os lucros da PT caiam 40% em 2003

Os lucros líquidos da Portugal Telecom (PT) em 2003, a serem desvendados a 4 de Março, deverão denotar uma quebra de 40% para 235 milhões de euros, segundo a JP Morgan, que estima uma redução do crédito fiscal de 100 milhões de euros.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 10 de Fevereiro de 2004 às 12:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A JP Morgan prevê que as receitas totais da PT cresçam para 5,753 mil milhões de euros, acima dos 5,582 mil milhões de euros conseguidos em 2002. O EBITDA (lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) terá somado 2,25 milhões de euros, acima dos 2,23 mil milhões de euros do período homólogo de 2002.

A casa de investimento aguarda uma redução da pressão sobre as receitas do fixo, estimando uma quebra 5,3% no ano, uma descida idêntica à verificada nos primeiros noves meses do ano, esperando que na apresentação das contas, a 4 de Março, Zeinal Bava, com as novas responsabilidades, venha a apresentar um novo plano de recuperação para esta área de negócio.

Para o quarto trimestre, David Wright estima que o contributo do Brasil par a aérea da telefonia móvel seja maior do que a TMN em Portugal. A Vivo deverá registar receitas de 374 milhões de euros no último trimestre, contra os 360 milhões de euros da TMN.

O ARPU (receita médias por cliente) terá evidenciado uma descida de 5,7%, “perante a pressão da descida de 7% nas tarifas de interconexão no terceiro e quarto trimestre”.

As acções da PT negociavam em subida de 0,12% para 8,64 euros.

Outras Notícias