Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JPMorgan prevê redução de 20% no dividendo de 2009 da PT

O JPMorgan não acredita na capacidade da Portugal Telecom (PT) de manter o actual nível de remuneração accionista e vaticina um corte no dividendo referente ao exercício de 2009 na ordem dos 20%. Prevê que a operadora liderada por Zeinal Bava atribua 46 cêntimos por acção.

Paulo Moutinho 10 de Março de 2009 às 12:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O JPMorgan não acredita na capacidade da Portugal Telecom (PT) de manter o actual nível de remuneração accionista e vaticina um corte no dividendo referente ao exercício de 2009 na ordem dos 20%. Prevê que a operadora liderada por Zeinal Bava atribua 46 cêntimos por acção.

“Com uma alavancagem relativamente elevada, um défice no fundo de pensões e elevados níveis de investimento, a Portugal Telecom deverá cortar o dividendo de 2009”, refere o analista Jonathan Dann. Na mesma nota de investimento, o JPMorgan aponta para um corte de 20% face à remuneração actual, para 0,46 euros.

O banco de investimento norte-americano sublinha, neste “research”, que a operadora estará dependente dos dividendos da Vivo, Unitel e outras operações em mercados emergentes para cobrir na totalidade” a remuneração atribuída aos seus accionistas em 2009 e 2010.

O JPMorgan manteve inalterada a avaliação de 6,20 euros atribuída às acções da PT, o que confere aos títulos um potencial de subida de 6,6% face aos níveis actuais. No entanto, salienta que “se avaliarmos as operações domésticas a valores de mercado, incluindo um prémio para a Vivo, chegaríamos a um ‘target’ de 5,00 a 5,50 euros”.

Esta avaliação “implicaria um potencial de queda na ordem dos 10%”, sustenta Jonathan Dann, analista que tem uma recomendação de “underweight” para as acções da PT, a mesma que atribui à Zon Multimédia. Numa nota emitida hoje, o JPMorgan cortou o preço-alvo da dona da TV Cabo de 4,40 euros para 3,60 euros.

Ver comentários
Outras Notícias