Desporto Justiça grega condena 58 jogadores e dirigentes de futebol por jogos combinados

Justiça grega condena 58 jogadores e dirigentes de futebol por jogos combinados

Cinquenta e oito pessoas, entre as quais vários jogadores e dirigentes do futebol grego, foram esta quarta-feira condenadas a penas entre os três meses e os 10 anos de prisão no âmbito de um escândalo de jogos combinados.
Justiça grega condena 58 jogadores e dirigentes de futebol por jogos combinados
Reuters
Lusa 28 de fevereiro de 2018 às 23:02

Ao todo, eram 84 os suspeitos julgados hoje por um tribunal grego, entre os quais o ´patrão´ do Olympiacos, Vangelis Marinakis, de participação num esquema de jogos combinados, de acordo com uma lista de 41 partidas suspeitas das primeira e segunda divisões, divulgada pela UEFA.

 

Entre os condenados hoje estão o antigo defesa do Olympiacos Avraam Papadopoulos, o jogador do Apollon Smyrnis Kostas Mendrinos, bem como Michalis Nikolopoulos, do GS Ilioupoli.

 

O antigo presidente do GS Ilioupoli Giorgos Tsakogiannis foi condenado à pena mais pesada, 10 anos e 10 meses de prisão por crimes como viciação de resultado desportivo, corrupção, branqueamento de capitais, tentativa de extorsão e posse de arma ilegal.

 

Os condenados hoje pela justiça grega podem agora recorrer da sentença.




pub