Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

La Caixa: Entrada do Estado no BPI "é necessária"

O maior accionista do BPI considera ser necessário o Estado entrar no capital do banco e diz mesmo que esta participação "não é incompatível para o La Caixa".

Rui Neves ruineves@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 13:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
Marcelino Armenter Vidal, administrador do BPI e “voz” do La Caixa, salientou que o banco vai responder às necessidades que o banco português tiver, nomeadamente através do aumento de capital que o BPI terá de fazer para cumprir as metas de capital necessárias.

“O La Caixa sempre fez reiteradas manifestações de apoio nos últimos anos e a sua posição é apoiar o que o BPI precisar”, salientou em resposta às questões do Negócios à saída da assembleia-geral de accionistas que decorreu esta manhã na Casa da Música.

No que respeita à entrada do Estado no capital do banco liderado por Fernando Ulrich, Marcelino Armenter Vidal disse: “É necessário, é necessário. Não é incompatível para o La Caixa.”

O apoio do Estado “foi determinado por um decreto e quando houver conclusões da administração tomaremos as decisões” sobre este assunto, acrescentou o mesmo responsável.

Quanto à reunião de accionistas, o responsável considera que “correu bem”. Foi “um ano difícil num momento difícil, mas correu bem”.

O La Caixa tem actualmente quase 40% do capital do BPI, uma posição com que ficou depois de ter comprado 18% do banco ao brasileiro Itaú e de ter vendido parte à Santoro, empresa de Isabel dos Santos. Em conjunto o La Caixa e a Santoro detêm cerca de 60% do BPI
Ver comentários
Saber mais BPI recapitalização banca La Caixa
Outras Notícias