Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lagardère oferece até 3 mil milhões pela unidade de publicações da Vivendi

A Lagardère, a segunda maior empresa de media francesa, ofereceu à Vivendi Universal o máximo de três mil milhões de euros pela sua unidade de publicações, cobrindo assim duas outras propostas.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 21 de Outubro de 2002 às 11:23
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Lagardère, a segunda maior empresa de media francesa, ofereceu à Vivendi Universal o máximo de três mil milhões de euros pela sua unidade de publicações, cobrindo assim duas outras propostas.

O PAI Management, detido pelo BNP Paribas, e o Eurazeo irão oferecer pela mesma unidade cerca de 2,7 mil milhões de euros, noticiou o jornal francês «Libération».

A Vivendi Universal irá analisar as três propostas, devendo anunciar uma decisão nos próximos dois dias, revelou a mesma fonte.

Os analistas, citados pelas agências internacionais, consideram que os licitantes, que incluem a Kohlberg Kravis Roberts, o Caqrlyle Group e o Lagardère, não irão realizar ofertas mais altas, uma vez que sabem que a empresa necessita de dinheiro.

A Vivendi Universal, que está a tentar reduzir a sua dívida, conseguiu uma linha de crédito de mil milhões de euros, enquanto negoceia um empréstimo maior com os bancos, por forma a evitar a falência.

A empresa de media francesa registou prejuízos na ordem dos 12,3 mil milhões de euros no primeiro semestre do ano e está a negociar a venda de 10 mil milhões de euros em activos.

A dívida da Vivendi ascende aos 17 mil milhões de euros, tendo sido agravada pelo aumento de custos relacionados com aquisições.

Entre as publicações da Vivendi, encontram-se, a «Vox», «LaRousse», «VUP», entre outros títulos.

A Vivendi seguia a cair 0,53% para os 14,89 euros.

Ver comentários
Outras Notícias