Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Leonel Mateus entregava "milhares de ordens por mês" ao BPN

Leonel Mateus diz que enquanto responsável da Plafin entregava "milhares de ordens por mês" ao BPN, uma vez que aquela sociedade prestadora de serviços fazia a contabilidade de cerca de 50 empresas da Sociedade Lusa de Negócios (SLN). "Eram ordens inerentes à gestão administrativa dessas empresas", esclareceu este responsável.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 17:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Leonel Mateus diz que enquanto responsável da Plafin entregava "milhares de ordens por mês" ao BPN, uma vez que aquela sociedade prestadora de serviços fazia a contabilidade de cerca de 50 empresas da Sociedade Lusa de Negócios (SLN).

"Eram ordens inerentes à gestão administrativa dessas empresas", esclareceu este responsável. Segundo o antigo quadro do Banco Português de Negócios e ex-assessor do antigo administrador da instituição (Luís Caprichoso), estas ordens começaram por ser entregues no balcão do BPN que ficava próximo das primeiras instalações da Plafin, revelou Leonel Mateus no Parlamento, onde está a ser ouvido pelos deputados, na comissão de inquérito à nacionalização do BPN.

De seguida, quando esta sociedade se instalou na sede do BPN e da SLN, passou a entregar as ordens à direcção de operações, de que fazia parte António José Duarte.

Posteriormente, quando abriu um balcão na sede do banco, as ordens passaram a ser entregues nesta agência. "Eram instruções de movimentos bancários dessas sociedades" cuja contabilidade era feita pela Plafin.
Ver comentários
Outras Notícias