Desporto Líderes da Juve Leo foram retirados de Alcochete num BMW

Líderes da Juve Leo foram retirados de Alcochete num BMW

Após a fuga da maioria dos adeptos, um BMW azul entrou no centro de treinos de Alcochete para retirar os líderes da claque, segundo adianta a Revista Sábado.
Líderes da Juve Leo foram retirados de Alcochete num BMW
Mário Cruz/Lusa
Negócios 18 de maio de 2018 às 09:41

O terror na academia do Sporting durou cerca de meia hora. Depois disso o grupo de 50 adeptos, que terá agredido jogadores e equipa técnica, fugiu: uns abandonaram as instalações pela porta principal, outros saltaram a vedação e alguns mantiveram-se ainda dentro da academia.

No entanto, o segurança que se encontrava na portaria recebeu uma chamada de Ricardo Vaz, elemento do Gabinete de Apoio aos jogadores, dizendo-lhe para "deixar entrar nas instalações um veículo de marca BMW de cor azul(…), sendo que essa viatura foi buscar os líderes das claques", segundo avança a revista Sábado.

Informações que constam no depoimento prestado pelo segurança da empresa, a que a Sábado teve acesso. 




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado bazanga Há 1 semana

Muito mau mesmo.

comentários mais recentes
pertinaz Há 1 semana

SE FOSSE NUM MERCEDES ERA DIFERENTE...

Anónimo Há 1 semana

O que está em causa não ér o comportamento dos adeptos porque esses assistem aos jogos semanalmente sem este tipo de comportamentos. A verdadeira vergonha é a suspeita de haver um empregador que, nos tempos de hoje, se lembra de usar de violência para pressionar os seus assalariados.

adelino amado Há 1 semana

Muito bem ! Um transporte com conforto para todos ! Quando ainda jovem e tinha atitudes que eram reprovadas pelo professor e / ou director do colégio eram-me aplicas umas reguadas ou uns acoites com uma casca de eucalipto. Ao fim da tarde regressava a casa num cómoda autocarro. Década de 60.

Anónimo Há 1 semana

Extrema Direita no seu melhor! Viva Portugal!!!

ver mais comentários
pub