Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Liga espanhola arranca sábado mas sem acordo para direitos televisivos

A Liga espanhola de futebol sempre arranca este fim-de-semana, depois das ameaças de treze clubes de atrasarem o arranque das competições. Mas ainda não há definição sobre a transmissão dos jogos nos canais de televisão.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 14 de Agosto de 2012 às 16:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Esta terça-feira os clubes da primeira liga espanhola e os da segunda Liga estiveram reunidos na assembleia-geral da Liga de Futebol Profissional (LFP), onde o secretário de estado do Desporto espanhol, Miguel Cardenal, esteve presente para mediar o conflito.

Segundo a imprensa espanhola, a assembleia acordou manter o arranque das competições no sábado, com os horários anunciados inicialmente. No entanto, continua a não haver acordo sobre as transmissões televisivas. Os clubes médios e pequenos querem que os direitos televisivos na Liga espanhola sejam negociados de forma centralizada. Tal como em Portugal, em Espanha os direitos são negociados clube a clube com os operadores.

"Este fim-de-semana vai haver futebol", afirmou o presidente da LFP, José Luis Astiazarán, citado pelos jornais espanhóis, afirmando que os horários são os previstos. E, por isso, haverá jogos a começar às 23 horas, algo que os clubes contestavam. É o caso do Maiorca-Espanhol que tem início sábado às 23 horas, ou o Levante-Atlético de Madrid à mesma hora de domingo ou o Zaragoza-Valladolid às 23 horas de segunda-feira. "Os horários são os que estão estabelecidos", mas, afirmou o presidente da LFP, "uma vez terminadas as primeiras jornadas, voltar-se-á aos horários habituais".

A ameaça de treze clubes - Atlético de Bilbao, Atlético de Madrid, Betis, Celta de Vigo, Espanhol, Getafe, Granada, Maiorca, Osasuna, Rayo Vallecano, Real Sociedad, Sevilha e Zaragoza - prendia-se com os direitos televisivos e com os horários dos jogos e por isso pediram uma reunião de urgência da LFP com os clubes da primeira Liga. Só com a LFP decidiu convocar uma assembleia-geral extraordinária.

Quanto aos direitos televisivos, continua pendente que os operadores de televisão - Mediapro e Canal+, da Prisa - cheguem a acordo, acrescentando que ao longo desta semana haverá reuniões "importantes" para se tentar "nos próximos dias" encontrar "uma solução".

O grupo dos treze, além de pretender uma negociação centralizada, quer que a Mediapro pague as dívidas aos clubes e querem que se cessem as acções intentadas contra os clubes. Isto tudo porque com a decisão da entidade supervisora da Concorrência que impediu contratos superiores a três anos com a Mediapro, alguns contratos cessaram e os clubes negociaram os direitos com o Canal+. A partir dessa altura a Mediapro suspendeu o pagamento a alguns clubes.


Ver comentários
Saber mais Liga futebol espanhola Liga BBVA futebol
Outras Notícias