Empresas Lisboa despacha navios-fantasma venezuelanos
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Lisboa despacha navios-fantasma venezuelanos

Arrestados por dívidas da petrolífera estatal venezuelana há mais de dois anos, tendo entretanto sido atracados na Lisnave, o navio Rio Arauca já liquidou o que devia e o Parnaso foi posto à venda por 5,8 milhões de euros por ordem do Tribunal Marítimo de Lisboa.
Lisboa despacha navios-fantasma venezuelanos
O navio venezuelano Rio Arauca chegou a Lisboa a 24 de julho de 2017 e aqui ficou durante dois anos.
Rui Neves 12 de setembro de 2019 às 08:00

O Rio Arauca, navio ao serviço da petrolífera estatal da Venezuela PDVSA, com 26 homens a bordo, entrou na capital portuguesa a 24 de julho de 2017, tendo sido imediatamente arrestado por ordem do Tribunal Marítimo de Lisboa, devido

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI