Banca & Finanças Lloyds vai cortar 305 empregos no Reino Unido e fechar 49 balcões

Lloyds vai cortar 305 empregos no Reino Unido e fechar 49 balcões

O Lloyds vai suprimir 305 empregos e encerrar 49 balcões no Reino Unido, anunciou esta terça-feira o banco liderado por António Horta Osório.
Lloyds vai cortar 305 empregos no Reino Unido e fechar 49 balcões
Miguel Baltazar/Negócios
Pedro Curvelo 17 de abril de 2018 às 16:02

O Lloyds refere que a supressão de 305 postos de trabalho e o encerramento de 49 balcões se insere no plano de redução de pessoal e da sua rede de agências em virtude de uma maior aposta nos serviços digitais.

"O anúncio de hoje envolve decisões difíceis e estamos empenhados em operar estas mudanças de forma cuidadosa e sensível", refere o comunicado do banco.

Em Fevereiro, o Lloyds anunciou um investimento de três mil milhões de libras (3.470 milhões de euros ao câmbio actual) a três anos na promoção dos serviços digitais, não tendo, na altura, indicado quantos balcões e postos de trabalho iriam ser afectados pelo ambicioso plano de corte de custos.

O Lloyds reiterou a intenção de se manter como o banco com maior rede de balcões no Reino Unido, onde detém cerca de 20% do total de agências bancárias.

Em Janeiro o banco liderado por Horta Osório eliminou 465 postos de trabalho.




pub